Vidro antirreflexo !

Você conhece o vidro antirreflexo? Como o nome diz, é um vidro com baixo índice de reflexão, ele reflete menos que um vidro incolor e proporciona uma melhor visão dos objetos ou imagens que estão atrás dele.

vidro antirreflexo

Existem dois tipos de vidro antirreflexo, um com altíssima transparência e baixa reflexão e outro que é um vidro impresso ou acidato (com textura), que não é tão transparente, muito utilizado em quadros e fotografias.

Vidro antirreflexo

Vidro antirreflexo, qual a diferença?

Abaixo uma comparação entre o vidro incolor normal, o vidro antirreflexo com alta transparência e baixa reflexão – aproximadamente 5 vezes menos reflexo que o vidro comum – e o vidro vidro impresso ou acidato que não tem reflexão alguma!

vidro antirreflexo

Vidro impresso ou acidato:

O vidro impresso ou acidato, são indicados para aplicação em quadros de parede, painéis e onde o objetivo seja eliminar reflexos luminosos. Mas o vidro precisa estar encostado na imagem ou objeto que se deseja mostrar, caso contrário ele causará um outro efeito que é o de não permitir a visibilidade do que está atrás.

vidro antirreflexo

O tratamento desses vidros garantem as melhores características óticas ao vidro, unindo a propriedade antirreflexo à fidelidade de cor e proteção contra os raios UV.

Os vidros acidatos estão disponíveis apenas na espessura de 2mm e nas dimensões de 1.900 x 3.210 mm e 1605 x 2250 mm na Guardian.

Vidro antirreflexo de alta transparência:

O vidro antirreflexo de alta transparência e baixa reflexão, é um vidro extra clear qua passa por um processo químico durante a fabricação que diminui em 5 vezes a reflexão do vidro.

vidro antirrefletivo

Esse vidro tem aspecto neutro e não modifica as cores do que ficará exposto atrás dele, o que é excelente para vitrines, museus, showrooms, concessionárias, hotéis, camarotes de arenas, displays, vitrines de restaurantes… Enfim sempre que seja necessária a visão sem perturbar o observador com a reflexão do vidro.

vidro antirrefletivo

Os vidros antirrefletivos estão disponíveis nas espessuras de 4mm e 6mm, e nas dimensões de 2.440 x 3.300 mm na Cebrace.

Eles foram amplamente utilizados nas reformas dos estádios para a copa do Brasil no ano passado, a imagem abaixo é do estádio Morumbi em São Paulo, os vidros permitem que as pessoas assistam ao jogo sem a interferência de reflexos das luzes nos vidros.  Vidro antirrefletivo

Esse vidro pode ser utilizado temperado e laminado o que melhora a segurança e também a barreira acústica (no caso do laminado).

Tem alguma dúvida? Escreva nos comentários e eu te responderei!

Vidros Polarizados … Oi?!

Olá, o mercado do vidro está em constante evolução e sempre buscando novas tecnologias e maneiras de inovar nossa interação com o ambiente no dia-a-dia.

Um exemplo disso são os vidros polarizados, esses vidros já existem e estão mudando a nossa maneira de ver janelas e divisórias – literalmente! =)

O que são vidros polarizados?

É um vidro laminado onde entre as duas lâminas, ao invés de um intercalante comum, há um dispositivo de partículas suspensas de cristal líquido que se torna opaco ou translúcido. Essas partículas de cristal líquido se organizam quando há uma corrente elétrica passando por elas, e com a organização dessas partículas nós conseguimos enxergar através do vidro. Quando não há corrente elétrica as partículas “relaxam” e se bagunçam, tornando o vidro opaco.

Vidro polarizado
Esqueminha demonstrando o interior da laminação.

O resultado desse vidro, são janelas e painéis que são opacos quando estão desligados, mas que ao toque de um botão esse vidro se tornam transparentes. Isso quer dizer que você consegue privacidade no ambiente acionando um botão ou até mesmo pelo smartphone se houver automatização.

Vidro polarizado

O vidro polarizado pode ser utilizado em banheiros, salas, escritórios… Mas ele deve ser aplicado sempre com a borda protegida, por isso o vidro deve ser encaixilhado e não autoportante.

Vidro polarizado

Por necessitar de energia elétrica também é necessário que haja uma preparação de conduítes ligando um ponto de energia ao lugar (pela parede ou forro) onde o vidro será instalado para o recebimento da solução.

Vidro polarizado

O vidro polarizado também pode ser aplicado em janelas e portas de correr, para isso é necessário levar em consideração que a bandeira (pare de cima do vidro) precisa de um espaço adicional para acomodar a fiação que deve acompanhar o movimento da mesma.                 Vidro polarizadoVidro polarizado

Eu já imagino esse vidro em uma cobertura envidraçada de uma área de lazer… É possível barrar o sol durante o dia, e deixar transparente a noite para olhar o céu! Imaginou?

Existem diversos tipos de vidros mutáveis: Eletrocrômico, Fotocrômico, Termocrômico, de partículas suspensas (SPD) e de cristal líquido disperso em polímeros (PDLC) – também conhecido como polarizado.

O que falamos acima, foi o de cristal liquido disperso em polímeros (PDLC). Ele se transforma de translúcido em “leitoso” assim que uma corrente elétrica é aplicada.

Eletrocrômico

O vidro abaixo é o eletrocrômico, com um estímulo elétrico (como a campainha, onde a corrente não fica ligada o tempo todo – o que quer dizer economia de energia) o vidro se altera lentamente de transparente para uma cor translúcida mais escura, geralmente o azul.

O processo pode levar de alguns segundos à alguns minutos dependendo do tamanho do vidro, ele começa a modificar das bordas para o centro.

Vidro polarizado

Vidro de partículas suspensas (SPD)

O vidro polarizado de partículas suspensas ou SPD, também funciona à partir da eletricidade e seu aspecto vai do incolor à uma coloração escura opaca, a vantagem é que podemos controlar a a intensidade da opacidade do vidro conforme desejado (ou da incidência solar) somente com a voltagem da energia, como uma dimerização.

vidro polarizado

Pude ver esse vidro em funcionamento em uma viagem recente onde peguei um vôo da Qatar e todas as janelas tinham o sistema dimerizável.

A troca da cor também pode ocorrer ao decorrer do dia conforme movimentação do sol se o vidro for automatizado com um sistema que regule a intensidade da cor do vidro de acordo com a luminosidade do lado de fora do ambiente essa luminosidade pode ser reduzida entre 2 e 20%. Ou seja, seu vidro trabalha sozinho para que seu ambiente sempre tenha uma iluminação confortável… isso é o futuro! Que já chegou!

Vidro Eletrocrômico

Esse vidro, apesar de controlar a luminosidade não tem um controle de calor tão bom quanto os vidros de proteção solar! (ainda!!)

Fotocrômico

Os vidros fotocrômicos são como aqueles que vemos em óculos de grau que se transformam em óculos de sol ao ter contato com os raios solares, eles modificam sua opacidade de acordo com a incidência de raios UV sobre eles. Porém são vidro que não são comercialmente interessante e vão continuar somente em pequenas peças de vidro como óculos.

vidro polarizado

Termocrômico

O vidro termocrômico é o mais avançado e ainda mais simples de todos! Ele simplesmente usa o calor (raios infravermelhos do sol) para alterar sua cor, quanto mais direto e intenso o sol bater, mais escuro o vidro fica. Sem corrente elétrica e sem gasto energético.

Isso permite uma grande economia em energia, já que o vidro se adapta e adapta também a iluminação do ambiente, permitindo que a luz do dia seja aproveitada ao máximo.

vidro polarizado

Apesar de não serem tão recentes, esses tipos de vidro já existem a pelo menos 5 anos, ainda não são muito difundidos por causa do alto custo! Até imagens legais são difíceis… Mas conforme as pesquisas avançam e os custos diminuem, esses excelentes vidros estarão em breve em muitos projetos por aí!

Vidros do futuro… já existem!

Vidros do futuro!

Em nossa história, desde os primórdios os materiais transformam sociedades e culturas… Existiu a idade da pedra, depois o bronze trouxe revolução às populações antigas. Por sua vez o aço transformou a sociedade mais recente e agora podemos dizer que estamos na era do vidro.

O vídeo abaixo tem o título de “Um dia feito de vidro” foi feito pela Corning, uma empresa com mais de 160 anos de existência é um dos líderes mundiais de inovação em ciência dos materiais. Dentre os diversos estudos da empresa, o vidro aparece trazendo leveza e integração e leveza aos objetos do cotidiano. – A Corning é a empresa que desenvolveu o Gorilla Glass para tela de celulares e tablets, um vidro extremamente resistente a quedas que é encontrado nos celulares Samsung mais recentes. 

Ela já possui tecnologia para fazer real tudo que aparece no vídeo, onde há muita interação entre pessoas e objetos. (O vídeo é em inglês porém não há falas… então dá pra ter uma boa idéia de tudo).

Apesar de bem caras ainda, e por isso pouquíssimo difundidas, a tecnologia já existe e estamos cada vez mais perto de viver como nos filmes futuristas! =)

Não satisfeitos em nos fazer querer esse futuro pra já, eles fizeram mais um vídeo chamado “Um dia feito de vidro 2”, onde ampliaram os conceitos de usos de suas tecnologia para escolas e hospitais…

Apesar da tecnologia empregada no hospital estar bem além da realidade atual, a mesa interativa vista na escola já existe em alguns lugares do mundo!

Eu adorei ver como o futuro pode ser… e você?

Vidro que evita a colisão de pássaros

Você sabia que existe vidro que evita a colisão de pássaros?! Existe sim!!

Fato…

Cada vez mais e mais prédios vêm adotando recursos para evitar a colisão de pássaros com a fachada, já que de acordo com a “American Bird Conservancy”, só nos EUA cerca de 1 bilhão de pássaros morrem a cada ano por colidirem com vidros de edifícios.

Vidro que evita a colisão de passáros

Essa é uma grande discussão em torno da arquitetura de edifícios que levam vidro em suas fachadas, e para prevenir esses acidentes, o mais importante é criar barreiras visuais para que os pássaros passem a “enxergar” a ilusão formada pelos vidros, que refletem o céu dando a impressão de continuidade do espaço aéreo.

A preocupação é mundial.

O vídeo abaixo está em inglês (não achei nenhum em português ou legendado, desculpem!!), mas mostra um cuidadoso estudo feito nos Estados Unidos com pássaros selvagens para ver a reação deles em relação a diversos padrões em vidros, para entender o que eles evitavam.

Segundo o estudo, os pássaros evitam padrões com listras verticais com até 10 cm de distância entre as linhas (alguma semelhança com gaiolas?), e para listras horizontais ele só evitam padrões com até 5 cm de distância entre as listras se a distância for maior eles tentam voar por entre as linhas.Vidro que evita a colisão de passáros

Acima o túnel utilizado para o teste onde dois vidros são colocados um ao lado do outro, um com padrão no vidro e outro sem padrão algum. À frente do vidro há uma tela de tecido (parecido com uma teia de aranha) que evita que o passáro colida com o vidro durante o experimento, a intenção aqui é somente testar a reação do pássaro.

Já existe vidro que evita a colisão de pássaros?

Abaixo, Centro de Visitantes do Brooklyn Botanical Gardens, nos Estados Unidos incorporou padrões verticais que passam o sinal de barreira para os pássaros. Foi feita uma serigrafia (desenho com esmalte cerâmico) no vidro de acordo com o padrão escolhido.

vidro que evita a colisão de pássaros

É possível usar película ou serigrafia com padrões e desenhos que mostrem aos pássaros que há algo ali, e há os mais variados tipos de padrões, veja alguns abaixo:

Vidro que evita a colisão de passárosVidro que evita a colisão de passáros

Aposto que você pensou que o padrão é “feinho”, mas os edifícios abaixo mostram que a criatividade transforma a solução em obra de arte!

Vidro que evita a colisão de passárosVidro que evita a colisão de passáros

O vidro fosco também é uma maneira legal de evitar a colisão de pássaros e traz luminosidade natural para o edifício, mantendo a privacidade. O projeto abaixo demonstra como essa solução também fica muito bonita.

Vidro que evita a colisão de passáros

Vidro que evita a colisão de pássaros com tecnologia!

Ah mas você gostaria de uma solução que não influenciasse na fachada né? Tudo bem!! A Arnold Glass criou uma solução sensacional, o vidro chamado Ornilux.

O que para nós parece um vidro incolor comum, para o pássaro a visão é de uma teia de aranha! Legal né? Os testes realizados com esse vidro junto com a American Bird Conservancy, demostraram uma queda de 75% no número de colisões de pássaros (é que vidros refletivos diminuem a visibilidade do padrão).Vidro que evita a colisão de passáros

Esse vidro tem uma camada que reflete raios UV com um padrão que se assemelha à uma teia, esse desenho faz com que os pássaros vejam a teia mas que o vidro continue transparente aos nossos olhos. É que os pássaros conseguem enxergar níveis de raios UV que não são tão visíveis para os humanos. Abaixo a imagem demonstra perfeitamente como é o aspecto do vidro!

Vidro que evita a colisão de passáros

O vidro Ornilux foi lançado na Alemanha em 2006 e em 2009 teve melhorias em seu desempenho, apesar da solução ser excelente esse vidro ainda não está disponível no Brasil, provavelmente pela falta de exigências bird-friendly em construções… Mas isso é questão de tempo!

Vidro que evita a colisão de passáros

 

Vidros que iluminam e transformam ambientes!

Quando pensamos em projetos luminotécnicos (de iluminação), quase nunca pensamos em unir a iluminação com as diversas composições possíveis de vidro, mas saiba que ao juntar vidro e luz o resultado é um grande impacto visual e belos efeitos cênicos que tornam ambiente inesquecíveis.

Existem diversas maneiras de explorar essa técnica, pode ser na decoração de casa, pode ser para espaços comercias (como lojas, galerias, bares…) e também em fachadas (hotéis, museus, galerias…).

vidros que iluminam
Vidro impresso Saint Gobain Glass com iluminação LED – Casa Cor São Paulo 2011

Vidros que iluminam a decoração.

O uso desse tipo de iluminação em residências pode ser mais pontual e discreta, ou bastante marcada dando um ar bem cenográfico ao ambiente.

É bom lembrar, que é possível criar diversas cenas com a iluminação e que elas podem ser ligas individualmente ou simultaneamente, transformando o ambiente conforme as luzes são acesas/apagadas.

O mais comum é o uso em residências é de prateleiras em vidro com iluminação LED colorida ou incolor, em closets, armários e  móveis planejados.

Vidros que iluminamVidros que iluminam Vidros que iluminamVidros que iluminam

Existem também prateleiras com medidas padrão, que já vem com o LED embutido, prontas para receber o vidro de sua escolha. E podem ser colocadas em banheiros, ou qualquer outra parte da casa. – É possível encontrar na IdeiaGlass

Vidros que iluminamVidros que iluminam

É legal pensar também em um ítem que ganhe destaque na decoração, como uma mesa de jantar ou até mesmo a mesa da cozinha, não dá nem vontade de colocar toalha de mesa para não esconder o charme!

Vidros que iluminam

Ou então usar em lugares mais escondidos como no banheiro para fazer cromoterapia no banho, é possível utilizar no box do chuveiro ou então em uma parede de vidro no fundo do box ou banheira.

Vidros que iluminamBox-com-Iluminação-LED-RGB-em-Loft-Triplex-na-Romênia-por-Ion-Popusoi-e-Bogdan-Preda

Para o box, é melhor utilizar vidros que tenham desenhos ou que sejam acidatos para que a luz seja captada em toda a extensão do vidro fazendo com que o efeito seja de estar envolto em luz.

Vidros que iluminam

Mas é possível também ousar bastante na iluminação, e fazer  projetos arrojados com grande impacto visual e transformar a aparência de uma decoração sóbria como no projeto abaixo da cobertura triplex do Ritz-Carlton Residences em Tel Aviv. A escada por si só é bem minimalista mas quando as luzes se acendem ela se transforma, todo o vão é tomado por luz e o ambiente vira um show de cores.

Vidros que iluminamVidros que iluminam

Vidros que iluminamVidros que iluminam

A residência abaixo, que fica em Ancara na Turquia, usou e abusou das luzes coloridas já que seu interior tem design bastante arrojado, a escada troca de cor conforme a escolha do usuário, ela pode ter uma cor só ou várias diferentes ao mesmo tempo.

vidros que iluminam vidros que iluminam

Vidros que iluminam espaços comerciais.

Para espaços comerciais, o céu é o limite já que a intenção quase sempre é a de chamar a atenção de clientes e se tornar memorável, para que o boca a boca traga mais e mais pessoas para frequentar o ambiente e consequentemente consumir o que você está ofertando.

Acredito que bares e boates deveriam utilizar esse recurso em muitos pontos, mas principalmente no bar. A iluminação pode matar ou destacar o ambiente, um bar bem sinalizado e iluminado faz com que os clientes encontrem facilmente o local de consumir e tenham vontade de retornar!

vidros que iluminamvidros que iluminam

vidros que iluminamvidros que iluminam

A luz também pode ser usada em outras partes do bar para destacar bebidas, taças e etc. A imagem abaixo dá um exemplo de como o vidro iluminado pode ser utilizado.

vidros que iluminam

Ou que tal utilizar painéis de vidro que iluminam o ambiente e dão o tom do espaço, mais legal ainda se esse vidro puder ser visto de fora do estabelecimento chamando ainda mais atenção para aquele espaço.

vidros que iluminam

O Hotel e Spa Panorama que fica em Girona – Italia, investiu em espaços de banho e massagem com cromoterapia, tornando a experiência do usuário ainda mais completa. (Projeto executado pela empresa Espanhola Ledglass)

Vidros que iluminam vidros que iluminam

A Clínica Vilar, em Barcelona, decidiu que sua característica mais marcante seria a decoração do espaço e com isso resolveu revestir a maior parte de suas paredes com vidros que iluminam cada ambiente com a cor escolhida. (Também executado pela espanhola Ledglass)

vidros que iluminamvidros que iluminam

vidros que iluminamvidros que iluminam

Mais uma maneira de incorporar a técnica em interiores é iluminar o guarda corpo de escadas e mezaninos, essa idéia pode ser utilizada em restaurantes, bares, lojas e até mesmo em residências.

vidros que iluminam vidros que iluminam

Vidros que iluminam fachadas e destacam edifícios.

Você vê uma fachadas dessa e já imagina um edifício no mínimo diferente, afinal não é qualquer projeto que tem fachadas que podem ser enxergadas a quilômetros de distância, e que mudam de cor com a facilidade de um click em um botão.

vidros que iluminam vidros que iluminam

vidros que iluminam vidros que iluminam

Hotel Europa Splash em Barceloa e Hotel Summer também em Barcelona – por Ledglass.

O The Briggait Centre, situado em Glasgow na Escócia, tem em sua fachada painéis de vidro incolor com texturas opacas e se transforma de acordo com a cor da luz que é projetada em seu interior. O edifício chama muita atenção por estar ao lado de uma antiga estrutura que serviu como galpão por muitos anos.

vidros que iluminam vidros que iluminam

A fachada das lojas também podem receber esse tipo de solução, tanto em partes fixas quanto em partes móveis como a porta pivotante.

vidros que iluminam vidros que iluminam

A solução pode ser em toda a extensão da fachada ou somente em partes específicas… a criatividade é o limite.

vidros que iluminam

O clube de vela Nordwesthaus na Suiça, feito pelo escritório Baumschlager-Eberle, tem um belo efeito de iluminação proporcionado por 125 lâmpadas LED que geram uma sequencia de luzes nas cores verde, azul, amarelo, vermelho e branco.

vidros que iluminam fachada-de-vidro-translucido-com-iluminaçao-led-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça

Posicionados estrategicamente, o s LEDs iluminam os elementos vazados, deixando à mostra na fachada de vidro a silhueta dos desenhos.

fachada-dupla-de-vidro-impresso-e-concreto-vazado-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça dupla-fachada-de-vidro-impresso-e-concreto-vazado-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça

À noite, a estrutura cúbica reflete na superfície do lago todo o brilho colorido de sua fachada, transformando o espelho de água em um painel de LEDs.

vidros que iluminam

Vidros que iluminam o esporte.

A ASB Glass Floor tem um sistema desenvolvido por eles para quadras poliesportivas que utiliza piso de vidro antiderrapante e ao invés de linhas pintadas no piso, as delimitações das quadras são feitas por luz de LED, parece coisa do futuro mas esse piso já foi aplicado em diversos lugares da Europa.

vidros que iluminam

As faixas de LED são posicionadas de acordo com o desenho que o esporte necessita, e pode ser alterado com um simples toque de botão, transformando uma quadra de basquete em uma quadra de vôlei, com a vantagem  que os jogadores nunca vão se confundir com outras quadras pintadas no mesmo espaço.

vidros que iluminam
O piso é elevado para absorver o impacto dos jogos, sem danificar o vidro.

O vidro utilizado tem textura diferenciada para garantir a característica de antiderrapante, ele é laminado para garantir a segurança dos usuários em caso de quebra e é incolor, o que dá a coloração da quadra é um papel translúcido colorido colocado logo abaixo do vidro e que pode ser facilmente trocado.

vidros que iluminam
Detalhe da textura antiderrapante do vidro laminado.

O sistema é extremamente resistente e durável, o primeiro teste foi em uma escola onde a quadra poliesportiva é muito utilizada, e 3 anos depois o sistema permanece impecável, mesmo com diversos usos diários. E com a vantagem de ser desmontável a qualquer momento, é possível adicionar novos pontos de LED para formar novos desenhos conforme a necessidade.

Gostou? Quer saber mais sobre esse sistema? Assista o video abaixo (em inglês).

Dicas para escolher bem o vidro que ilumina.

Se você está querendo utilizar a solução na sua casa ou empresa, fique atento pois o vidro incolor normal e o vidro que tem textura tem resultados diferentes quando aplicados.

A imagen abaixo ilustra bem a diferença entre um vidro liso e um vidro com padrão ou jateamento. O vidro liso capta a luz nas suas bordas, enquanto o centro permanece com aspecto normal, já o vidro com textura capta a luz na textura e nas bordas. A partir desse conceito é possível planejar a maneira que o vidro se comportará com a luz.

vidros que iluminam

 

Quando o vidro é colocado na horizontal (ex: mesas, prateleiras…) é legal que ele tenha uma espessura mais larga que o usual para que a iluminação chame atenção. Mas se o vidro for colocado na vertical (ex: guarda corpo, box, painéis…) a espessura pode ser a usual, já que não vai aparecer e nem interferir na propagação da luz.

SCat_Glass_Floating_Light_Shelf_Large

vidros que iluminam

*O ideal como em qualquer projeto luminotécnico, é que o planejamento seja feito antes da reforma/construção já que a iluminação precisa de pontos de energia embutidos na parede.