Escritório de vidro!

Escritório com muito vidro!

Uma imobiliária na Cinha levou o vidro ao extremo em sua arquitetura… Esse escritório de vidro que tem paredes de espelho, divisórias em vidro de proteção e piso e teto em vidro incolor está no coração de Shangai e foi concebido pela AIM Architecture.

Escritório de vidro

Esse escritório na minha opinião é uma obra de arte, o projeto leva vidro em todos os ambientes de uma maneira bem clean e o resultado ficou lindo.

Escritório de vidro impactante…

Com ares futurista o hall de entrada do escritório merece destaque, ele é todo revestido em vidro extra clear pintado de branco com iluminação de LED embutida entre as peças, até as portas dos elevadores foram revestidas. O brilho e o acabamento do vidro são únicos e o aspecto final é impecável!

Escritório de vidro

Adorei essa solução porque ela mostra a versatilidade do vidro, ele não precisa ser aplicado somente em tampos e painéis, você pode ter uma parede toda ou até um ambiente inteiro com ele!

Escritório de vidro

E as vantagens são o brilho, a facilidade na limpeza (existe vidro antibacteriano que pode ser aplicado em consultórios, clínicas e hospitais!) e a infinidade de cores em que o vidro pode ser pintado.

Escritório de vidro

Se quiser ter uma idéia das possibilidades de cores, dá uma olhada nesse catálogo da Sayerlack.

Escritório de vidro transparente…

Os arquitetos foram muito feliz na escolha dos vidros. Além dos espelhos que revestem as paredes cegas do ambiente, o vidro incolor trouxe sensação de amplitude por ter sido aplicado no piso e no forro em todo o escritório.

Escritório de vidro

O vidro do forro e do piso são incolor, temperado e laminado o que une a estética e a segurança ao projeto conforme a norma! 😉 Não sabe as normas?? Clica aqui que eu resumi!

Escritório de vidro

Escritório de vidro refletindo…

Achei incrível essa solução para a sala de reuniões, o vidro é fixado no forro da sala deixando o vão livre do piso até 50cm de altura. O efeito é lindo, e o vidro é refletivo na cor champanhe (o aspecto mais transparente é devido à iluminação interna da sala) e temperado com 10mm de espessura.

Para acentuar o aspecto de leveza, a fixação do vidro cria um espaçamento entre o final do vidro e a laje, mantendo a linguagem de espaçamento entre piso e a divisória de vidro.

Escritório de vidro

O vidro tem um guarda corpo fixado nele para evitar que as pessoas trombem com o vidro já que não há sinalização, por questão estética.

Gosto de mostrar projetos que utilizam o vidro de proteção solar (refletivo) de maneira diferente, o aspecto do vidro traz uma diversidade de opções de uso como divisórias, tampos de mesa, painéis para esconder a Tv, entre outras muitas soluções…

Escritório de vidro

Escritório de vidro extra clear…

Já a sala que abriga uma maquete, o vidro é extra clear para garantir uma perfeita visualização da parte interna da divisória.
Escritório de vidro

O vidro que faz o papel de forro é fixado por spiders, também chamada de fixação tipo aranha. Para esse tipo de aplicação o vidro precisa ser laminado, para evitar que cacos se desprendam em caso de eventual quebra, e temperado por causa das furacões – vidros que têm furação são mais sucetíveis a quebra se não temperados.
Escritório de vidro

Gostou desse projeto? Eu também!!

Se quiser ver mais projetos inspiração é só dar uma olhadinha nos tópicos á direita e escolher. 😉

 

Vidros que iluminam e transformam ambientes!

Quando pensamos em projetos luminotécnicos (de iluminação), quase nunca pensamos em unir a iluminação com as diversas composições possíveis de vidro, mas saiba que ao juntar vidro e luz o resultado é um grande impacto visual e belos efeitos cênicos que tornam ambiente inesquecíveis.

Existem diversas maneiras de explorar essa técnica, pode ser na decoração de casa, pode ser para espaços comercias (como lojas, galerias, bares…) e também em fachadas (hotéis, museus, galerias…).

vidros que iluminam
Vidro impresso Saint Gobain Glass com iluminação LED – Casa Cor São Paulo 2011

Vidros que iluminam a decoração.

O uso desse tipo de iluminação em residências pode ser mais pontual e discreta, ou bastante marcada dando um ar bem cenográfico ao ambiente.

É bom lembrar, que é possível criar diversas cenas com a iluminação e que elas podem ser ligas individualmente ou simultaneamente, transformando o ambiente conforme as luzes são acesas/apagadas.

O mais comum é o uso em residências é de prateleiras em vidro com iluminação LED colorida ou incolor, em closets, armários e  móveis planejados.

Vidros que iluminamVidros que iluminam Vidros que iluminamVidros que iluminam

Existem também prateleiras com medidas padrão, que já vem com o LED embutido, prontas para receber o vidro de sua escolha. E podem ser colocadas em banheiros, ou qualquer outra parte da casa. – É possível encontrar na IdeiaGlass

Vidros que iluminamVidros que iluminam

É legal pensar também em um ítem que ganhe destaque na decoração, como uma mesa de jantar ou até mesmo a mesa da cozinha, não dá nem vontade de colocar toalha de mesa para não esconder o charme!

Vidros que iluminam

Ou então usar em lugares mais escondidos como no banheiro para fazer cromoterapia no banho, é possível utilizar no box do chuveiro ou então em uma parede de vidro no fundo do box ou banheira.

Vidros que iluminamBox-com-Iluminação-LED-RGB-em-Loft-Triplex-na-Romênia-por-Ion-Popusoi-e-Bogdan-Preda

Para o box, é melhor utilizar vidros que tenham desenhos ou que sejam acidatos para que a luz seja captada em toda a extensão do vidro fazendo com que o efeito seja de estar envolto em luz.

Vidros que iluminam

Mas é possível também ousar bastante na iluminação, e fazer  projetos arrojados com grande impacto visual e transformar a aparência de uma decoração sóbria como no projeto abaixo da cobertura triplex do Ritz-Carlton Residences em Tel Aviv. A escada por si só é bem minimalista mas quando as luzes se acendem ela se transforma, todo o vão é tomado por luz e o ambiente vira um show de cores.

Vidros que iluminamVidros que iluminam

Vidros que iluminamVidros que iluminam

A residência abaixo, que fica em Ancara na Turquia, usou e abusou das luzes coloridas já que seu interior tem design bastante arrojado, a escada troca de cor conforme a escolha do usuário, ela pode ter uma cor só ou várias diferentes ao mesmo tempo.

vidros que iluminam vidros que iluminam

Vidros que iluminam espaços comerciais.

Para espaços comerciais, o céu é o limite já que a intenção quase sempre é a de chamar a atenção de clientes e se tornar memorável, para que o boca a boca traga mais e mais pessoas para frequentar o ambiente e consequentemente consumir o que você está ofertando.

Acredito que bares e boates deveriam utilizar esse recurso em muitos pontos, mas principalmente no bar. A iluminação pode matar ou destacar o ambiente, um bar bem sinalizado e iluminado faz com que os clientes encontrem facilmente o local de consumir e tenham vontade de retornar!

vidros que iluminamvidros que iluminam

vidros que iluminamvidros que iluminam

A luz também pode ser usada em outras partes do bar para destacar bebidas, taças e etc. A imagem abaixo dá um exemplo de como o vidro iluminado pode ser utilizado.

vidros que iluminam

Ou que tal utilizar painéis de vidro que iluminam o ambiente e dão o tom do espaço, mais legal ainda se esse vidro puder ser visto de fora do estabelecimento chamando ainda mais atenção para aquele espaço.

vidros que iluminam

O Hotel e Spa Panorama que fica em Girona – Italia, investiu em espaços de banho e massagem com cromoterapia, tornando a experiência do usuário ainda mais completa. (Projeto executado pela empresa Espanhola Ledglass)

Vidros que iluminam vidros que iluminam

A Clínica Vilar, em Barcelona, decidiu que sua característica mais marcante seria a decoração do espaço e com isso resolveu revestir a maior parte de suas paredes com vidros que iluminam cada ambiente com a cor escolhida. (Também executado pela espanhola Ledglass)

vidros que iluminamvidros que iluminam

vidros que iluminamvidros que iluminam

Mais uma maneira de incorporar a técnica em interiores é iluminar o guarda corpo de escadas e mezaninos, essa idéia pode ser utilizada em restaurantes, bares, lojas e até mesmo em residências.

vidros que iluminam vidros que iluminam

Vidros que iluminam fachadas e destacam edifícios.

Você vê uma fachadas dessa e já imagina um edifício no mínimo diferente, afinal não é qualquer projeto que tem fachadas que podem ser enxergadas a quilômetros de distância, e que mudam de cor com a facilidade de um click em um botão.

vidros que iluminam vidros que iluminam

vidros que iluminam vidros que iluminam

Hotel Europa Splash em Barceloa e Hotel Summer também em Barcelona – por Ledglass.

O The Briggait Centre, situado em Glasgow na Escócia, tem em sua fachada painéis de vidro incolor com texturas opacas e se transforma de acordo com a cor da luz que é projetada em seu interior. O edifício chama muita atenção por estar ao lado de uma antiga estrutura que serviu como galpão por muitos anos.

vidros que iluminam vidros que iluminam

A fachada das lojas também podem receber esse tipo de solução, tanto em partes fixas quanto em partes móveis como a porta pivotante.

vidros que iluminam vidros que iluminam

A solução pode ser em toda a extensão da fachada ou somente em partes específicas… a criatividade é o limite.

vidros que iluminam

O clube de vela Nordwesthaus na Suiça, feito pelo escritório Baumschlager-Eberle, tem um belo efeito de iluminação proporcionado por 125 lâmpadas LED que geram uma sequencia de luzes nas cores verde, azul, amarelo, vermelho e branco.

vidros que iluminam fachada-de-vidro-translucido-com-iluminaçao-led-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça

Posicionados estrategicamente, o s LEDs iluminam os elementos vazados, deixando à mostra na fachada de vidro a silhueta dos desenhos.

fachada-dupla-de-vidro-impresso-e-concreto-vazado-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça dupla-fachada-de-vidro-impresso-e-concreto-vazado-clube-de-vela-nordwesthaus-lago-constança-suiça

À noite, a estrutura cúbica reflete na superfície do lago todo o brilho colorido de sua fachada, transformando o espelho de água em um painel de LEDs.

vidros que iluminam

Vidros que iluminam o esporte.

A ASB Glass Floor tem um sistema desenvolvido por eles para quadras poliesportivas que utiliza piso de vidro antiderrapante e ao invés de linhas pintadas no piso, as delimitações das quadras são feitas por luz de LED, parece coisa do futuro mas esse piso já foi aplicado em diversos lugares da Europa.

vidros que iluminam

As faixas de LED são posicionadas de acordo com o desenho que o esporte necessita, e pode ser alterado com um simples toque de botão, transformando uma quadra de basquete em uma quadra de vôlei, com a vantagem  que os jogadores nunca vão se confundir com outras quadras pintadas no mesmo espaço.

vidros que iluminam
O piso é elevado para absorver o impacto dos jogos, sem danificar o vidro.

O vidro utilizado tem textura diferenciada para garantir a característica de antiderrapante, ele é laminado para garantir a segurança dos usuários em caso de quebra e é incolor, o que dá a coloração da quadra é um papel translúcido colorido colocado logo abaixo do vidro e que pode ser facilmente trocado.

vidros que iluminam
Detalhe da textura antiderrapante do vidro laminado.

O sistema é extremamente resistente e durável, o primeiro teste foi em uma escola onde a quadra poliesportiva é muito utilizada, e 3 anos depois o sistema permanece impecável, mesmo com diversos usos diários. E com a vantagem de ser desmontável a qualquer momento, é possível adicionar novos pontos de LED para formar novos desenhos conforme a necessidade.

Gostou? Quer saber mais sobre esse sistema? Assista o video abaixo (em inglês).

Dicas para escolher bem o vidro que ilumina.

Se você está querendo utilizar a solução na sua casa ou empresa, fique atento pois o vidro incolor normal e o vidro que tem textura tem resultados diferentes quando aplicados.

A imagen abaixo ilustra bem a diferença entre um vidro liso e um vidro com padrão ou jateamento. O vidro liso capta a luz nas suas bordas, enquanto o centro permanece com aspecto normal, já o vidro com textura capta a luz na textura e nas bordas. A partir desse conceito é possível planejar a maneira que o vidro se comportará com a luz.

vidros que iluminam

 

Quando o vidro é colocado na horizontal (ex: mesas, prateleiras…) é legal que ele tenha uma espessura mais larga que o usual para que a iluminação chame atenção. Mas se o vidro for colocado na vertical (ex: guarda corpo, box, painéis…) a espessura pode ser a usual, já que não vai aparecer e nem interferir na propagação da luz.

SCat_Glass_Floating_Light_Shelf_Large

vidros que iluminam

*O ideal como em qualquer projeto luminotécnico, é que o planejamento seja feito antes da reforma/construção já que a iluminação precisa de pontos de energia embutidos na parede.

Vidro autoportante… o que é?

Vidro autoportante é aquele que dispensa o uso de caixilhos, ou seja, ele tem a estabilidade assegurada com o apoio em uma única extremidade. Deu para entender? Um exemplo são as portas de vidro temperado abaixo:

vidro autoportante

Ela é fixada apenas pelo lado de cima, ela se “pendura” nesse apoio superior sem a necessidade de ter todos os lados apoiados por uma estrutura. Acho que agora ficou mais claro, certo?

Vidro autoportante:

Mas o vidro autoportante que vim falar hoje não é esse, é o que não precisa de estrutura nenhuma para ficar em pé!

Vidro autoportante
Casa Bacopari – Grupo Una

Esse vidro da imagem acima, também conhecido como C-Glass ou U-Glass, é um vidro opaco com função de iluminar e fechar o vão e seu formato permite que ele se una a outros vidros iguais para formar uma parede!

As peças de vidro podem ter até 7m de altura e tem diversas larguras (2,32cm, 2,62cm, 3,31cm e 49,8cm), a espessura do vidro depende de suas dimensões, mas ou é de 6mm ou de 7mm. A proteção solar (diminuição  do calor que entra no ambiente) é de: 0,84, ou seja barra 16% do calor. – Dados do Profilit da Pilkington – em inglês.

Vidro autoportante
Vidro autoportante Pilkington Profilit

O vidro com formato de “U”, permite um apoio em si mesmo (autoportante) e várias formas de ser utilizado em conjunto.

Nas imagens abaixo na esquerda temos eles alinhados lado a lado e na direita eles estão com as faces intercaladas, dando movimento à fachada.

Vidro autoportanteVidro autoportante

É possível utilizar como se fosse um vidro duplo, conforme a imagem abaixo que é a mesma que eu mostrei aqui quando falei da sede da Glas Italia.

No caso da utilização do vidro como vidro duplo, o fator solar (quantidade de calor que passa para o ambiente) é de 0,70, ou seja barra 30% do calor de fora.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Esquema em planta baixa das formas de utilizar os vidros:

Montagem vidro autoportante
Imagem do manual C-Glass da T2G

Abaixo outra maneira de utilizar as peças de vidro autoportante: lado a lado e com espaçamento entre elas.

Vidro autoportante
Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR) – vidro autoportante na fachada

Abaixo vemos no projeto de Arthur Casas como a solução pode ser usada para integração de espaços aproveitando a iluminação natural em todos os espaços que recebem os vidros.

A luminosidade que entra no ambiente varia entre 83% para o sistema simples e 69% para o sistema duplo.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Esse vidro é muito versátil, o sistema pode ser instalado em linha reta ou mesmo em formatos curvos o que permite muito mais liberdade para criar.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Eu adoro iluminação em vidros principalmente para projetos comerciais, e o vidro autoportante permite que luzes de LED se espalhem pela textura do vidro iluminando toda a solução.

Vidro autoportanteVidro autoportante iluminadoVidro autoportante

Mais algumas particularidades do sistema:

  • Ele pode ser usado como fechamento de toda a lateral de construções, e não é preciso abrir mão de janelas já que o sistema suporta aberturas.

Vidro autoportanteVidro autoportante Azure

  • Pode ser usado em fechamentos de edifícios também, já que os vidros se sustentam com o apoio da estrutura.

Vidro autoportante

  • Ele também pode ser utilizado horizontalmente, aqui a fixação dos vidros é feita nas laterais.

Vidro autoportante

 

Gostou de saber mais sobre vidro autoportante? Se quiser saber sobre algo específico que não falei aqui, deixe um comentário que responderei!

Fugindo do (vidro) comum!

Além do vidro comum (incolor, verde, bronze e cinza) há outros vidros decorativos que muitas vezes não lembramos quando vamos especificar um projeto. Ou lembramos mas não vemos o potencial deles. Por isso hoje vou falar dos vidros decorativos que podemos utilizar no lugar do vidro comum!

Vidro impresso:

É um vidro translúcido que recebe um relevo em sua superfície, a impressão em alto relevo de um desenho ou padrão. Também conhecido como vidro fantasia.

Ele existe em diversos padrões, para ver todos você pode acessar o site de um dos fabricantes (Saint Gobain).

vidros decorativosvidros decorativosvidros decorativos

Esse tipo de vidro pode ser utilizado de várias formas, inclusive laminado. O que permite que ele seja apliacado inclusive em guarda-corpo e peles de vidro. É um vidro excelente para manter a privacidade do ambiente sem perder a troca de luz entre os ambientes.

vidros decorativos

Esse vidro inclusive pode ser iluminado por LED, ele é ótimo condutor de luz e transforma o vidro em uma peça que você pode interagir.

vidros decorativosvidros decorativos

E também pode ser usado para cromoterapia no chuveiro, já que esse vidro pode ser temperado! Basta colocar uma fita LED que tenha várias cores.

vidros decorativos

Vidro Acidato:

É um processo italiano, onde o vidro é tratado com um ácido de forma homogênea, que o deixa com aspecto opaco (como o jateado) e com a vantagem de não manchar ao toque de dedos gordurosos.

vidros decorativos

vidros decorativos

Esse vidro também é muito bom para manter a claridade natural sem que o ambiente perca a privacidade.

Uma ótima idéia é utilizar em guarda-corpo, já que pode ser laminado, principalmente quando você quiser manter a privacidade do espaço, ou na subida de uma escada.

Esse vidro também pode ser temperado e por isso utilizado em chuveiros e divisórias.

vidros decorativos vidros decorativos

Uma outra maneira linda de usar é fazendo desenho no vidro com o vidro acidato e transparente, abaixo um exemplo que sou fã, vidro bronze com desenhos em acidato.

vidros decorativos

Argentato:

Outro vidro decorativo que adoro é o argentato, ele é um vidro acidato que recebe espelhação no fundo o que o torna um vidro com aspecto perolado.

vidros decorativos

É um vidro lindíssimo que pode ser utilizado de diversas formas, como portas, painéis, nos armários de cozinha, armários do quarto, mesas… enfim, onde quisermos.

vidros decorativosvidros decorativos

vidros decorativosvidros decorativos

Quando utilizar o argentato, lembre-se de destacá-lo com iluminação o que vai dar evidência ao aspecto perolado que ele tem.

Vidro Pintado:

Já falei dele algumas vezes aqui no blog, é um vidro comum incolor ou extra clear que recebe cor em uma de suas faces. Esse vidro também pode ser usado de diversas maneiras, em painéis, portas, bancadas, armários…

O banheiro abaixo recebeu vidro temperado 8mm (devido a altura dele) pintado na cor chumbo e foi utilizado para revestir as paredes do box, o resultado é um revestimento de alto brilho que deixou o ambiente lindo e de quebra é de fácil limpeza.

vidros decorativos

A cozinha abaixo (esquerda) foi toda feita em vidro extra clear pintado de cinza, inclusive a bancada. O brilho intenso e a facilidade de limpar fazem do vidro um excelente revestimento para ser usado em cozinhas. A cozinha da direita ganhou uma pintura furta-cor (pintura automotiva), que deu um efeito perolado e de alto brilho.

vidros decorativosvidros decorativos

Espelho:

Ok. O espelho é comum na decoração, por isso vou mostrar alguns espelhos coloridos que dão um charme a mais na decoração:

O quarto abaixo recebeu um painel em espelho bronze, que combinou perfeitamente com as cores da decoração e deu a sensação de amplitude ao quarto.

vidros decorativos

Já a cozinha abaixo teve a parede entre armários revestida em espelho cinza (fumê), trouxe um brilho amenizado pelo tom cinza à um espaço bastante claro.

vidros decorativos

Outra maneira legal de incorporar o espelho colorido na decoração é utilizando-o em tampos de mesas e aparadores.

vidros decorativos

Laminados coloridos:

São vidros que dão vida à arquitetura, você pode fazer a laminação com intercalante colorido e modificar o aspecto do vidro sem deixá-lo opaco. Excelentes para serem utilizados em guarda-corpo.

O projeto abaixo utilizou o vidro com PVB acqua para trazer cor a uma arquitetura bastante minimalista. Até mesmo a base da passarela recebeu o vidro.

vidros decorativosvidros decorativos

Outra maneira bem legal de utilzar o laminado colorido, é a do projeto abaixo, foi utilizado um intercalante opaco que deu ao vidro de proteção solar um aspecto de espelho, porém ainda é possível ver (muito pouco) através dele as formas e iluminação que acontecem do outro lado dele.

vidros decorativos

E aí? Vamos decorar com vidros “fora do comum”?!