Vidro autoportante… o que é?

Vidro autoportante é aquele que dispensa o uso de caixilhos, ou seja, ele tem a estabilidade assegurada com o apoio em uma única extremidade. Deu para entender? Um exemplo são as portas de vidro temperado abaixo:

vidro autoportante

Ela é fixada apenas pelo lado de cima, ela se “pendura” nesse apoio superior sem a necessidade de ter todos os lados apoiados por uma estrutura. Acho que agora ficou mais claro, certo?

Vidro autoportante:

Mas o vidro autoportante que vim falar hoje não é esse, é o que não precisa de estrutura nenhuma para ficar em pé!

Vidro autoportante
Casa Bacopari – Grupo Una

Esse vidro da imagem acima, também conhecido como C-Glass ou U-Glass, é um vidro opaco com função de iluminar e fechar o vão e seu formato permite que ele se una a outros vidros iguais para formar uma parede!

As peças de vidro podem ter até 7m de altura e tem diversas larguras (2,32cm, 2,62cm, 3,31cm e 49,8cm), a espessura do vidro depende de suas dimensões, mas ou é de 6mm ou de 7mm. A proteção solar (diminuição  do calor que entra no ambiente) é de: 0,84, ou seja barra 16% do calor. – Dados do Profilit da Pilkington – em inglês.

Vidro autoportante
Vidro autoportante Pilkington Profilit

O vidro com formato de “U”, permite um apoio em si mesmo (autoportante) e várias formas de ser utilizado em conjunto.

Nas imagens abaixo na esquerda temos eles alinhados lado a lado e na direita eles estão com as faces intercaladas, dando movimento à fachada.

Vidro autoportanteVidro autoportante

É possível utilizar como se fosse um vidro duplo, conforme a imagem abaixo que é a mesma que eu mostrei aqui quando falei da sede da Glas Italia.

No caso da utilização do vidro como vidro duplo, o fator solar (quantidade de calor que passa para o ambiente) é de 0,70, ou seja barra 30% do calor de fora.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Esquema em planta baixa das formas de utilizar os vidros:

Montagem vidro autoportante
Imagem do manual C-Glass da T2G

Abaixo outra maneira de utilizar as peças de vidro autoportante: lado a lado e com espaçamento entre elas.

Vidro autoportante
Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR) – vidro autoportante na fachada

Abaixo vemos no projeto de Arthur Casas como a solução pode ser usada para integração de espaços aproveitando a iluminação natural em todos os espaços que recebem os vidros.

A luminosidade que entra no ambiente varia entre 83% para o sistema simples e 69% para o sistema duplo.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Esse vidro é muito versátil, o sistema pode ser instalado em linha reta ou mesmo em formatos curvos o que permite muito mais liberdade para criar.

Vidro autoportanteVidro autoportante

Eu adoro iluminação em vidros principalmente para projetos comerciais, e o vidro autoportante permite que luzes de LED se espalhem pela textura do vidro iluminando toda a solução.

Vidro autoportanteVidro autoportante iluminadoVidro autoportante

Mais algumas particularidades do sistema:

  • Ele pode ser usado como fechamento de toda a lateral de construções, e não é preciso abrir mão de janelas já que o sistema suporta aberturas.

Vidro autoportanteVidro autoportante Azure

  • Pode ser usado em fechamentos de edifícios também, já que os vidros se sustentam com o apoio da estrutura.

Vidro autoportante

  • Ele também pode ser utilizado horizontalmente, aqui a fixação dos vidros é feita nas laterais.

Vidro autoportante

 

Gostou de saber mais sobre vidro autoportante? Se quiser saber sobre algo específico que não falei aqui, deixe um comentário que responderei!

Deixe uma resposta