Escadas em vidro

Escadas em vidro são sempre um destaque na arquitetura, com diversas possibilidades de modelos e acabamentos as escadas complementam perfeitamente um ambiente.

Contudo, com toda a versatilidade, muitas vezes é difícil imaginar todas as possibilidades que temos para escadas em vidro. Fiz uma pesquisa de escadas em vidro recentemente, para a inspiração de um projeto e vou compartilhar com vocês as que mais se destacaram!

Vou dividi-las entre bonitas e legais, porque para mim são qualidades diferentes que podem andar juntas ou não. As bonitas  – fácil de entender – são aquelas que enchem os olhos, já a as legais – mais subjetivas – são soluções interessantes mas que não são necessariamente as mais bonitas, ok?

Então vamos lá:

Escadas em vidro – As Bonitas

O primeiro exemplar de escada é para deixar todos de boca aberta, essa linda escada toda fabricada com vidro extra clear onde os degraus são temperados e multilaminados (três peças de vidro laminadas entre si) e o guarda corpo é um vidro laminado de 20mm no total e também é temperado.

Essa escada chama a atenção pela leveza e claridade que permite passar para todo o ambiente. Os degraus são fixados na alvenaria e no vidro através de peças de aço inox, nos vidros elas se apoiam em furos. A base do guarda corpo que encosta no piso recebeu um perfil de aço inox com 7 cm de altura.

O vidro do guarda corpo não é curvo, são duas partes que se encostam com um ângulo de 45º.

escadas em vidro

 

A escada abaixo é icônica! Ao bater o olho já sabemos que ela pertence a alguma loja da Apple. A Apple sempre tenta se superar e, inova também nos vidros sempre que alguma grande loja ou escritório é construído, um exemplo disso são as escadas em vidro. A Apple desenvolveu essa escada e todas as ferragens pertencentes à esse projeto para ter esse lindo resultado, foi necessário adaptar e desenvolver os sistemas tradicionais de beneficiamento de vidro para que essa escada fosse executada.

O centro da escada é composto por chapas de vidro curvadas em 1/4 de círculo, que sustentam todo o peso da estrutura de vidro e também fazem a proteção do vão como um guarda corpo. Já o guarda corpo que faz o fechamento externo é todo apoiado em si mesmo e nos degarus que são fixados no centro.

Uma belíssima solução que combina tecnologia, leveza e inovação.

escadas em vidro

A escada a seguir tem um conceito bem minimalista, os degraus em vidro multilaminado é fixado na parede e colado nessa parede de vidro com cola uv. Os patamares da escada seguem a mesma liguagem e são fixados nas paredes e piso intermediário. É um área do edifício reservada para as escadas e a transparência, onde a iluminação natural do último andar é espalhada por toda a escada.

Princes-Mews-W2-Glass-Stairs

A escada abaixo é um cubo de vidro, que se destaca da arquitetura da residência pela leveza e transparência.  A escada também permite que a luz seja difundida através dos vidros para os ambientes adjacentes. Os degraus e patamar são de vidro laminado acidato o que confere mais privacidade para quem sobe e desce.

As fixações dos degraus é feita por botões em aço inox e os vidros que fazem o fechamento da escada são fixados na laje.

escadas em vidroescadas em vidro

Abaixo uma imagem que detalha como é a fixação por botão entre os degraus e o guarda corpo em vidro, ela pode ter um apoio por degrau ou mais, tudo depende do modelo de botão e do design desejado.

escadas em vidro

Escadas em vidro – As Legais

A escada abaixo eu achei fantástica, nela a fixação é toda feita em vidro com vidro… Onde um grande painel em vidro recebeu faixas de vidros (coladas com cola UV), e nos intervalos entre essas faixas de vidros os degraus são apoiados (e colados com cola UV também, para evitar o desencaixe). A sensação é de uma escada onde os degraus são flutuantes.

Escadas em vidro

A próxima escada é muuuito legal, o efeito que ela tem é fantástico. Imagina uma escada que tinha tudo para ser normal e sem-graça, até que alguém resolveu fazê-la em vidro e o projeto se transformou! Nesta escada, os degraus e os espelhos dos degraus são multilaminados extra clear e fixados na alvenaria com apoio na lateral da peças.

escadas em vidroescadas em vidro

Essa escada se encaixa nas duas categorias, ela é linda e super legal! Quem trabalha com vidro vai concordar tenho certeza. Essa escada é toda estruturada em vidro sobre vidro e é travada no piso e no pavimento de cima. O seu formato cilíndrico a torna estruturalmente mais forte e suporta muito bem as cargas à que ela se submete no dia-a-dia.

Os degraus e patamar são fixados por botões em aço inox, da mesma maneira o corrimão é fixado no guarda corpo.

escadas em vidro

 

Abaixo temos o exemplo de escadas flutuantes com piso em vidro, o efeito é muito legal mas pode deixar algumas pessoas desconfortáveis na hora de subir.

Aqui peças de vidro multlaminado são encaixadas e chumbadas na alvenaria, e na uma estrutura metálica que também faz a fixação do guarda corpo em vidro. O resultado é uma escada leve que facilmente se encaixa em qualquer tipo de projeto.

escadas em vidroescadas em vidro

Essa escada também é de fácil execução e traz um efeito bem legal, de leveza e transparência de uma maneira bem clean. O vidro é fixado em um quadro metálico com pintura branca e esse quadro metálico é chumbado na alvenaria, uma solução simples que cria um visual moderno e traz iluminação natural para o ambiente abaixo da escada.

escadas em vidroescadas em vidro

E aí? Gostaram das escadas? Falei de vários tipos e soluções, acho que deu pra ter uma idéia do que é possível fazer.

E depois de muito pesquisar e pensar, a escada que desenhei é muito parecida com a escada abaixo, os degraus são em vidro extra clear pintado de branco laminado com extra clear e uma fita de LED foi pensada para iluminar os degraus e espelhos dos degraus.

escadas em vidro

Como eu não queria que a estrutura aparecesse, diferentemente da imagem, o espelho de cada degrau também é em vidro extraclear pintado de branco laminado com extra clear. Assim que pronta eu venho falar sobre a escada.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!

Escritório de vidro!

Escritório com muito vidro!

Uma imobiliária na Cinha levou o vidro ao extremo em sua arquitetura… Esse escritório de vidro que tem paredes de espelho, divisórias em vidro de proteção e piso e teto em vidro incolor está no coração de Shangai e foi concebido pela AIM Architecture.

Escritório de vidro

Esse escritório na minha opinião é uma obra de arte, o projeto leva vidro em todos os ambientes de uma maneira bem clean e o resultado ficou lindo.

Escritório de vidro impactante…

Com ares futurista o hall de entrada do escritório merece destaque, ele é todo revestido em vidro extra clear pintado de branco com iluminação de LED embutida entre as peças, até as portas dos elevadores foram revestidas. O brilho e o acabamento do vidro são únicos e o aspecto final é impecável!

Escritório de vidro

Adorei essa solução porque ela mostra a versatilidade do vidro, ele não precisa ser aplicado somente em tampos e painéis, você pode ter uma parede toda ou até um ambiente inteiro com ele!

Escritório de vidro

E as vantagens são o brilho, a facilidade na limpeza (existe vidro antibacteriano que pode ser aplicado em consultórios, clínicas e hospitais!) e a infinidade de cores em que o vidro pode ser pintado.

Escritório de vidro

Se quiser ter uma idéia das possibilidades de cores, dá uma olhada nesse catálogo da Sayerlack.

Escritório de vidro transparente…

Os arquitetos foram muito feliz na escolha dos vidros. Além dos espelhos que revestem as paredes cegas do ambiente, o vidro incolor trouxe sensação de amplitude por ter sido aplicado no piso e no forro em todo o escritório.

Escritório de vidro

O vidro do forro e do piso são incolor, temperado e laminado o que une a estética e a segurança ao projeto conforme a norma! 😉 Não sabe as normas?? Clica aqui que eu resumi!

Escritório de vidro

Escritório de vidro refletindo…

Achei incrível essa solução para a sala de reuniões, o vidro é fixado no forro da sala deixando o vão livre do piso até 50cm de altura. O efeito é lindo, e o vidro é refletivo na cor champanhe (o aspecto mais transparente é devido à iluminação interna da sala) e temperado com 10mm de espessura.

Para acentuar o aspecto de leveza, a fixação do vidro cria um espaçamento entre o final do vidro e a laje, mantendo a linguagem de espaçamento entre piso e a divisória de vidro.

Escritório de vidro

O vidro tem um guarda corpo fixado nele para evitar que as pessoas trombem com o vidro já que não há sinalização, por questão estética.

Gosto de mostrar projetos que utilizam o vidro de proteção solar (refletivo) de maneira diferente, o aspecto do vidro traz uma diversidade de opções de uso como divisórias, tampos de mesa, painéis para esconder a Tv, entre outras muitas soluções…

Escritório de vidro

Escritório de vidro extra clear…

Já a sala que abriga uma maquete, o vidro é extra clear para garantir uma perfeita visualização da parte interna da divisória.
Escritório de vidro

O vidro que faz o papel de forro é fixado por spiders, também chamada de fixação tipo aranha. Para esse tipo de aplicação o vidro precisa ser laminado, para evitar que cacos se desprendam em caso de eventual quebra, e temperado por causa das furacões – vidros que têm furação são mais sucetíveis a quebra se não temperados.
Escritório de vidro

Gostou desse projeto? Eu também!!

Se quiser ver mais projetos inspiração é só dar uma olhadinha nos tópicos á direita e escolher. 😉

 

Escolher corretamente o box do banheiro!

Vamos falar sobre um assunto que deixa muitas pessoas em dúvida, escolher corretamente o box do banheiro. Você sabia que há diversas opções no mercado e para todos os tipos de bolsos!

O que a norma fala sobre o Box?

A norma que rege o box é a NBR 14207:2009. Esta Norma especifica os requisitos mínimos, em termos de segurança, para os materiais utilizados no projeto e na instalação de boxes de banheiro fabricados a partir de painéis de vidro de segurança para uso em apartamentos, casas, hotéis e etc. Para aplicações de Box, utiliza-se vidro de 6 a 10 mm, sempre temperado – o tamanho das peças de vidro é que determinam a espessura, o usual é o vidro de 8mm temperado, mas se a peça for maior que 1,2×2,5m e menor que 1,5×3,5m deve-se utilizar o vidro 10mm temperado, a partir daí deve ser feito com vidros mais epessos e de acordo com o projeto.

Quais os tipos de box?

Tem com porta de abrir, com porta de correr, com porta articulada (sanfonada), com vidro fixo… A criatividade é o limite!!

box banheiro

Box de abrir

escolher corretamente o box do banheiro

Box de correr

escolher corretamente o box do banheiro

Box fixo (sem porta)

Tipos de Vidro

Além do vidro incolor, há várias opções de vidros que podemos utilizar sem perder a segurança, já que podem ser temperados e/ou laminados.

Um exemplo é esse box feito com vidro 8mm temperado refletivo da Guardian (fabricante): escolher corretamente o box do banheiro

O vidro refletivo aumenta a privacidade e por ter o aspecto espelhado ele passa a sensação de ambiente maior.

Há também a possibilidade de ter um vidro temperado e pintado, a vantagem é que as possibilidades de cores são infinitas e podem ser feitas de acordo com cada projeto.

A única desvantagem, mas que alguns consideram vantagem, é o fato do vidro perder a transparência. Mas se você não é claustrofóbico, a solução fica linda!

escolher corretamente o box do banheiro

Vidro pintado na cor branca (aqui para obter um branco fiel a pintura foi feita no vidro extra claro*)

Maaaasss… se você tem claustrofobia, e gostaria de uma solução assim porém com transparência, a solução é o vidro laminado com intercalante colorido!

escolher corretamente o box do banheiro

Vidro laminado com PVB colorido

Perai! Vidro laminado no box pode? Pode! Evitando assim ferimentos caso o vidro se quebre por algum motivo.

Há alguns conselhos sobre o assunto, mas é possível! Tanto para vidro incolor, quanto para vidro colorido e pintado.

Se o vidro não tiver furações, como o exemplo acima, ele pode ser só laminado. Mas aí é necessário fazer um calculo de espessura para que ele atenda corretamente à necessidade do uso.

Se tiver furação o vidro precisa ser temperado também – no caso de vidro pintado ele tem que ser resinado, que é um tipo de laminação.

Mas só aconselho para box fixo e box de correr, para box de abrir o laminado em caso de acidente dentro do box, você não vai conseguir abrir a porta se a pessoa estiver caída atras dela. E como o vidro laminado não permite que o vão se abra mesmo depois de quebrado, você acaba criando um problema. Nesse caso o ideal seria a porta do box abrir para fora do espaço de banho.

escolher corretamente o box do banheiro

Box com vidro laminado (fixo)

Para quem quer garantia de segurança, o ideal é comprar de uma beneficiadora que tenha certificado do Inmetro, já que para ser certificado amostras de vidros são testadas diariamente, garantindo a  resistência e planicidade dos vidros que passam por esse forno de têmpera. É possível consultar no site da Abravidro as têmperas certificadas através desse link.

Continuar lendo

O vidro temperado!

O que é o vidro temperado?

O vidro temperado é um vidro float comum tratado térmicamente que depois de pronto atinge um resistência 5 vezes maior do que ele tinha anteriormente, tanto na resistência mecânica como na resistência térmica.

o vidro temperado

Quais as vantagens do uso dele? Além de ser um vidro mais resistente, o vidro temperado quando quebra se parte em pedaços pequenos e menos cortantes que um vidro comum. Isso evita que ferimentos com esse vidro sejam maiores e fatais.

O vidro temperado por resistir à maiores mudanças de temperatura evita a queda por stress térmico (quando a temperatura ou o choque térmico são muito grandes e quebram o vidro) – por isso utilizamos o vidro temperado em box.

E como é feito esse tal vidro?

Primeiro o vidro comum é aquecido rapidamente até os 600°C dentro do forno de têmpera, e logo em seguida é resfriado rapidamente. Esse processo altera as moléculas do vidro tornando-o mais “duro”.

(Este vídeo mostra como é o processo de fabricação do vidro temperado)

E quando é que devo usar o vidro temperado?

De acordo com a NBR 7199 – norma que define os parâmetros de usos de vidros em edificações – o vidro temperado DEVE ser utilizado em:

 – Vidros com furações e/ou recortes

o vidro temperado

Vidros com furações são aqueles que recebem puxador, fechadura, mola, dobradiça, estrutura tipo spider, que precisam de recortes ou tudo junto.

– Vidros autoportantes

o vidro temperado

São vidros grandes que não tem estrutura de apoio, ou seja eles se apoiam neles mesmos. Então eles tem que ser mais fortes para aguentar seu próprio peso.

– Tampos de mesa

o vidro temperado

São vidros que precisam aguentar bastante peso em pontos específicos (pé da mesa), e por isso ele precisa ter maior resistência.

– Vidros para box

o vidro temperado

São vidros que geralmente tem furações e/ou recortes e que necessitam de maior resistência térmica por causa do choque térmico causado pela água quente e a temperatura do ambiente.

O vidro também é utilizado em portas, saunas, prateleiras, entre outros usos pelos mesmos motivos citados acima!

vidro temperao

vidro temperado

Peculiaridade!

Uma característica importante é que o vidro depois de temperado não pode receber mais cortes, furos ou recortes. Isso porque a tensão que a têmpera exerce no vidro é tão grande que ele se quebra se tentarmos fazer qualquer modificação nele.

Entretanto, o vidro temperado pode ser laminado, aumentando a segurança do vidro, porque ele fica mais resistente (5 vezes mais) e em caso de quebra ele fica preso ao intercalante da laminação.

(Este vídeo mostra um vidro laminado E temperado sendo quebrado)

Cozinha em vidro!

Que tal uma cozinha em vidro? Pois é, uma tendência que tem tudo pra dominar o mercado são os eletrodomésticos em vidro! Estive em Março na ExpoRevestir em São Paulo, uma feira que mostra tendências de revestimentos e alguns ítens de decoração como eletrodomésticos, e vi que marcas renomadas estão trazendo diversos eletrodomésticos com revestimento em vidro!

Você está imaginando aquele cooktop em vidro certo? Pois saiba que o vidro vai além, e prova ser um grande aliado na facilidade da limpeza e costumização (já que é possível pintá-lo de várias cores).

Cozinha em vidro da Brastemp

A cozinha abaixo é toda da Brastemp e traz os eletrodomésticos em vidro branco! É um projeto de Pedro Mendes da Rocha (filho de Paulo Mendes da Rocha), em um ambiente conceitual inspirado pelos elementos da linha Vitreous da Brastemp, o vidro, o branco e a leveza!

cozinha em vidro

Para combinar com os eletrodomésticos, Pedro Mendes da Rocha utilizou no piso vidro branco em grandes peças quadradas e nas bancadas vidro branco compondo todo o ambiente com a mesma linguagem!

cozinhas em vidro

E quando eu digo eletrodomésticos, eu quero dizer os básicos que compõem uma cozinha, como geladeira, forno, microondas, máquina de lavar louça, coifa…

cozinhas em vidro

Abaixo a geladeira toda revestida em vidro branco, com comandos na tela sensível ao toque.

cozinha em vidro

A esquerda o microondas de embutir e a direita o forno de embutir. Ambos com a mesma linguagem tornando a linha complementar.

cozinha em vidroMicro-ondas-de-Embutir-Brastemp-Vitreous

Abaixo os dois tipos de coifa da linha, um de teto e outro de parede.

 cozinha em vidrocozinha em vidro

A maquina de lavar louça me encantou, super minimalista e também revestida em vidro branco, a máquina de embutir combina com qualquer tipo de cozinha.

cozinha em vidro

Mas também tem cooktop! Rsss…

Cooktops geralmente são em vidro, mas estamos acostumados a vê-los sempre na cor preta, certo? Mas olha esses cooktops da mesma linha Vitreous da Brastemp.

cozinha em vidroScreen Shot 2015-12-14 at 11.44.13 AM

A linha Brastemp é toda branca, mas se você prefere algo mais colorido a linha Vitra da Tramontina mostrou na Revestir 2015 alguns itens de sua nova coleção que também tem uso de vidro colorido.

Abaixo os cooktops na cor branca e vermelha, mas sei que há também na cor azul escuro e preto.

big94708271PDM001B Z01425582133

Outros elementos

As cubas em vidro colorido, também da Tramontina, trazem charme e praticidade para o dia-a-dia, elas estão disponíveis com composições variadas de cubas e também de cores. Abaixo a preta e a branca.

cozinha em vidro cozinha em vidro

A Eletromec tem uma grande variedade de coifas e depuradores com acabamento em vidro que também complementam nossa cozinha de vidro!

cozinha em vidro cozinha em vidro

Elas também tem três cores diferentes, preto, vermelho e branco:

15_2_g

 

Além dos eletrodomésticos…

A Cinex também apresenta lindas cozinhas com armários e bancadas em vidro, com acabamento brilhante ou fosco as composições deixam qualquer pessoa doida para ter uma cozinha deles em casa!

cozinha em vidro

As cozinhas geralmente têm a bancada em vidro colorido com acabamento fosco para dar mais aderência aos objetos.

cozinha em vidro

A mistura entre os vidros foscos e brilhantes fica muito interessante.

cozinha em vidrocozinha em vidro

Gostou da nossa cozinha de vidro? Até a próxima.

 

Casa de vidro

Hoje vim falar sobre uma casa de vidro que me chamou muito a atenção pela beleza e integração do interior e exterior com muito uso do vidro!

Gosto de mostrar projetos inteiros que ilustram o uso do vidro com maestria, isso mostra como o vidro não é apenas o coadjuvante do conjunto mas como ele possibilita infinitas interações e usos.

Fachada:

casa de vidro

 Esse é a residência MT, que fica em Monterrey no Mexico, foi feita pelo escritório GLR Arquitectura e evidencia o uso do vidro em suas fachadas, garantindo muita iluminação natural e integração dos cômodos com a linda vista.

Casa de vidro

Na sala de estar o fechamento em vidro laminado tem estrutura de apoio também em vidro, o que garante total transparência e leveza ao projeto, usando a vista como foco principal do ambiente.

casa de vidro

Os perfis de fixação superior e inferior estão embutidos no gesso e no piso respectivamente, o que traz maior leveza ao conjunto e fica visualmente mais interessante.

As escadas externas e área íntima descoberta tem guarda corpo em vidro laminado incolor, utilizando a mesma linguagem e garantindo a visibilidade total do ambiente em volta.

casa de vidro

Área externa:

casa de vidro

A varanda é coberta e mantém a linguagem utilizada na sala de estar, com um guarda corpo em vidro laminado incolor com perfis embutidos na laje.

casa de vidro

Na imagem acima é possível ver a relação entre a parede de vidro e o guarda corpo em vidro e como eles permitem uma vista de 180 graus da paisagem.

casa de vidro

A área da piscina também aproveita a paisagem sem barreiras visuais, e dá continuidade ao uso do guarda corpo em vidro laminado com perfis embutidos.

casa de vidro

Na churrasqueira o vidro continua presente, mas para garantir uma maior privacidade, um jardim foi plantado em frente ao vidro.

Área interna:

O espelho se faz presente na decoração, ajudando a difundir a iluminação natural, ampliando ainda mais o ambiente e de quebra reproduzindo a paisagem que está bem em frente.

Casa de vidro

Essa estante com fundo em espelho uniu funcionalidade e estética, é possível ter o efeito de um painel de espelho em estantes apenas revestindo o fundo dos nichos.

A sala de jantar também fez uso de um painel em espelho, ampliando o ambiente e difundindo a iluminação artificial.

Casa de vidro

A mesa tem um tampo em vidro fumê de 15mm, o que a deixa com um aspecto bem escuro e menos translúcido, um charme né?

casa de vidro

O banheiro também seguiu a arquitetura minimalista e conta com um box de piso ao teto com ferragens leves e discretas.

{ Pisos de vidro }

Se tem uma coisa que me traz uma excelente sensação em projetos é a iluminação natural, e pisos de vidro além de toda a sua beleza e leveza permitem que a iluminação natural se propague pelos cômodos e espaços do projeto.

Pisos de vidro:

pisos de vidro

Falei do projeto acima nesse post sobre iluminação natural zenital (do teto), mas ele é um ótimo exemplo de como o piso de vidro pode deixar a luz do ambiente superior passar para o ambiente inferior. Isso porque a Vertical Glass House (Xangai) tem uma abertura no teto, por onde a luz entra e essa luz é propagada pelos 3 andares por pisos de vidro!

O projeto abaixo é um triplex que fica na Romênia, ilustra perfeitamente a idéia da iluminação natural e de quebra é um belíssimo projeto em vidro incolor laminado com estrutura em aço inox.

O guarda-corpo da escada segue a mesma idéia de deixar a iluminação natural passar e uma mesma peça une o vão dos dois lances de escada. (Falei sobre guarda-corpo nesse post aqui)

Pisos de vidro Pisos de vidro

Segundo a norma da ABNT, a NBR 7199 todo piso de vidro DEVE ser laminado! Já que em uma eventual quebra o vão não se abre e os cacos de vidro ficam colados no intercalante, garantindo que nenhum usuário se machuque com esse vidro. (Sobre vidros laminados veja esse post!)

Pisos de vidro

Outra dica é temperar a lâmina de vidro que ficará por cima do conjunto, isso garante uma maior resistência à impactos caso alguém derrube algo pesado em cima do piso. (Sobre vidros temperado eu falei aqui)

Outros tipos de vidro:

E se você está pensando que o vidro incolor tira muito a privacidade, é possível utilizar um vidro acidato ou até mesmo um vidro impresso (apesar do nome, o vidro impresso é um vidro com desenhos em alto ou baixo relevo).

Pisos de vidro Pisos de vidro

A vantagem do vidro impresso é que você pode escolher um modelo anti-derrapante e ter ainda mais segurança na sua solução, principalmente se for perto de uma área molhada.

Especificando pisos de vidro:

Para dimensionar o piso de vidro, adota-se sempre normas internacionais já que no Brasil ainda não há normas específicas para essa aplicação e os parâmetros europeus são bastante elevados. Normalmente, a carga considerada é de pelo menos 500 kgf/m2 para essa definição são usadas as normas européias e alguns cálculos que obedecem a critérios estabelecidos pela ABNT.

living-da-academiapisos de vidro

Pisos de vidroPisos de vidro

Para facilitar o dia-a-dia, a Cebrace disponibiliza um programa online que faz o calculo da espessura do vidro conforme a dimensão da peça. Por esse link você entra na área de calculo de espessura e escolhe pisos de vidro! O programa é bem auto explicativo, basta colocar as dimensões da peça em metros e responder qual o uso e se terá peso concentrado, serão sugeridos 6 tipos de solução, se não aparecer nenhuma é porque a sua peça de vidro está muito grande e você precisa dividi-la.

sala-de-estar-com-piso-de-vidro-cobertura-triplex-em-tel-aviv-israel

O progama só calcula para pisos que têm os quatro lados apoiados, ou seja todo o perímetro do vidro tem que ter uma estrutura para se sustentar. Para vidros com dois ou três lados apoiados é necessário buscar alguém especializado para calcular.

O projeto acima mostra um piso de vidro onde as peças são apoiadas em duas extremidades (as laterais), o guarda corpo é apoiado na mesma estrutura do piso, porém os vidros não se tocam.

Já os projetos abaixo mostram peças de vidro apoiadas em seus quatro lados.

pisos de vidropisos de vidro

Pisos de vidro pisos de vidro

Pisos de vidro esportivos:

Outro piso de vidro muito legal que já comentei aqui no blog é o dessa quadra poliesportiva, o piso permite que iluminação de LED delimitem as linhas referentes a cada esporte. Os vidros utilizados nessa quadra são antiderrapantes, e a cor é definida de acordo com a base utilizada, e pode ser escolhida dentre diversas cores.

pisos de vidropisos de vidro

Por essa você não esperava não é mesmo?

Apesar de não estar em altura, o vidro também deve ser laminado, para evitar acidentes em caso de eventual quebra. Quer saber mais sobre essa quadra? Eu falei dela nesse post aqui, em vidros que iluminam o esporte.

pisos de vidro

Se quiser saber mais sobre as normas técnicas de vidro, eu fiz um resuminho fácil que você pode acessar por aqui!

[:]

5 dicas imperdíveis para projetos em vidro!

Eu, como arquiteta que trabalha com vidraçarias, sei das dificuldades no dia-a-dia de comunicação e entendimento entre as partes de projeto e execução.

São dois mundos muito diferentes, um bastante inventivo buscando sempre novidades e outro de pura execução que não gosta de fugir do tradicional (salvo exceções), e isso causa conflitos. Principalmente porque um não conhece direito o universo do outro!

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Então para melhorar esse relacionamento vou dar 5 dicas imperdíveis e algumas dicas especialmente para os vidraceiros, na esperança de que possamos evoluir os projetos cada vez mais, tanto tecnicamente quanto esteticamente e que essa troca de informações revolucione as soluções em vidro!

Dicas para projetos em vidro:

Dica 1: Pesquise as possibilidades do vidro!

O vidro é muito mais versátil do que imaginamos, e existem diversas maneiras de utilizá-lo tanto na arquitetura quanto na decoração. Comece a pensar sobre o assunto na concepção do projeto, isso vai permitir um amadurecimento da idéia em todas as etapas.

Já falei aqui sobre vidro na decoração, e outras dicas diferentes aqui. Na construção existe essa, essa e essa opção por exemplo.

dicas imperdíveis para projetos em vidrodicas imperdíveis para projetos em vidro   dicas imperdíveis para projetos em vidro dicas imperdíveis para projetos em vidro

Dica 2: Entenda as limitações do vidro.

Vidro é lindo, é maravilhoso… mas tem algumas limitações. Nós arquitetos, me incluo aqui, adoramos vidro sem emendas… aquele vidro grande e inteiriço de fora a fora! Bom, esse tipo de solução tem um limite máximo de dimensão.

As chapas de vidro que saem das fábricas têm tamanhos padrão – o que facilita a logística dos vidros – e por isso não é possível conseguir qualquer dimensão. O tamanho padrão de chapas que são vendidas pelas grandes fabricantes são:

Vidros incolor, verde, cinza e bronze (incluindo vidros de proteção solar):

  • 3,21×2,20m
  • 3,21×2,40m
  • 3,21×6,00m (chapa jumbo)
  • Existem outras dimensões de chapas, principalmente para vidros de decoração e espelho, porém é necessário consultar seu fornecedor para saber a disponibilidade dele, já que cada fabricante tem suas chapas padrão para esses produtos.

Mas isso não quer dizer que você pode especificar no seu projetos vidros com as dimensões da chapa, e vou te dizer porque: a chapa de vidro que vem das fábricas não tem lapidação nas suas laterais (lapidação é o acabamento na borda do vidro que deixa ele mais bonito e não cortante) e a lapidação é feita lixando a borda, ou seja a chapa perde em torno de 2mm em cada borda lapidada (4mm no total). – falei sobre tipos de lapidação aqui!dicas imperdíveis para projetos em vidro

Outra coisa importante e que poucas pessoas se lembram é que um vidro de grandes dimensões pode não chegar ao seu ambiente de destino por não passar por portas, portais, escadas, elevadores… Então lembre da logística para prever possíveis problemas.

Espelhos também entram na observação acima!

Espelhos são ainda mais difíceis pois as fábricas preferem produzi-los nas espessuras de 3mm, 4mm, 5mm e 6mm, porque são o de maior demanda. E como a dimensão do espelho deve ter uma espessura que seja compatível, muitas vezes é difícil encontrar o espelho especificado.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

É possível fazer um espelho grande com uma espessura menor do que a necessária para um espelho colado? É, porém o instalador se arrisca, e o risco de quebra da peça no transporte e carregamento aumentam consideravelmente.

Dica 3: Inovar é elevar o preço do projeto.

Como eu disse na dica anterior, quanto mais dificuldades criamos mais o projeto encarece. O setor vidreiro carece de novas idéias e novas técnicas, ele é muito conservador e tem resistência a novas soluções.

Podemos notar isso quando falamos de ferragens para janelas e portas de vidro temperado, geralmente você encontra sempre o mesmo tipo apenas com variação de cor (é exatamente o mesmo a 20 anos).

dicas imperdíveis para projetos em vidro dicas imperdíveis para projetos em vidro

Então quem traz algo diferente se destaca, mas encontra dificuldades para realizar o projeto e muitas vezes resistência dos vidraceiros em executar um projeto arrojado.

Mas que isso não te desanime! Falei aqui sobre portas de vidro nesse post e mostro como é possível fugir do tradicional. Discuta o projeto desde o início com o seu vidraceiro de confiança, isso ajuda a diminuir as dificuldades. Peça para ele diferentes opções, vamos gerar um movimento à favor das inovações! Isso serve para todo tipo de projeto, seja porta, cobertura, parede de vidro…

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Dica 4: medição para execução.

Apesar de poder prever as dimensões dos vidros em projeto, só é possível ter as dimensões reais dele depois que a obra está praticamente pronta. Só devemos medir o vão do vidro depois que pisos, revestimentos, soleiras, gesso, e demais materias onde o vidro vai encostar estejam todos devidamente colocados.

Não é possível medir um piso ou parede que ainda está no osso e somar as espessuras dos acabamentos, porque nada fica perfeitamente reto, ou alinhado. O vidro para se encaixar precisamente necessita que tudo esteja no devido lugar, para que as medidas possam ser feitas e alinhamentos possam ser dimensionados também.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Apenas se for embutir as ferragens e perfis é que é necessário que o vidraceiro vá ver a obra ainda no osso, para que possa alinhar com o mestre de obras a melhor maneira de executar os revestimentos bem como garantir a correta fixação do vidro.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Dica 5: planta de detalhamento para vidros.

Essa dica fica para os arquitetos, ter uma planta de detalhamento para tudo que levar vidro é uma ótima maneira de garantir o total entendimento da sua intenção pelo vidraceiro.

Sei que ninguém nunca ensinou a fazer uma planta de vidro na faculdade, e é muito difícil encontrar escritórios que tenham esse tipo de detalhamento, mas facilita tanto na compreensão das suas idéias pelo vidraceiro quanto na sua compreensão dos detalhes de instalação do vidro, o que gera trocas de informações e evita erros desde o começo. 😉

Dica Bônus 6: Procure saber sobre as normas!

A NBR 7199 rege projetos, execução e aplicação de vidros em obras, e para cumpri-las é necessário saber mais sobre elas e o que é exigido. Sei que muitas vezes confiamos no especialista (nesse caso o vidraceiro) para nos informar sobre essas normas, porém não são todos que as seguem e muitos não tem problemas em burlar essas regras, por isso se informe sobre elas e coloque-as em seus projetos.

As normas garantem a segurança e durabilidade das soluções, então você e seu projeto só têm a ganhar com isso!

Eu fiz um resumo das normas técnicas de vidros e você pode acessar através desse link!

Dica Bônus 7: soluções para box de pequenas dimensões.

Outro problema que é necessário pensar bem, é quando o espaço para o box do banheiro é pequeno, o que acontece muito com os novos apartamentos que vemos por aí. Geralmente, esse tipo de box não permite colocar uma porta de abrir, porque toma um grande espaço dentro do box e o usuário precisa se espremer no cantinho para abrir a porta.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Já vi algumas soluções onde o shaft de ventilação do banheiro (duto de ventilação) é utilizado para ganhar espaço para colocar porta de correr no box, é uma solução possível mas traz algumas particularidades como dificultar a limpeza da parede que fica atras do vidro e aumenta as chances de vazamento de água do box. (se quiser saber mais sobre a saga desse box, clique aqui)

Para casos assim, eu sugiro o box articulado, que permite uma passagem confortável e tem menor risco de vazamento.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Dicas para vidraceiros:

Dica 1: Parceria com especificadores.

Desenvolver um trabalho diferenciado e sair do tradicional é muito interessante, porque se você atender bem ao especificador e amarrar bem o projeto, você nao tem concorrente!

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Além do mais, o especificador pode te trazer diversos clientes. Basta que você o atenda bem, solucione o projeto de maneira que o agrade e no tempo determinado para sair na frente da maioria dos seus concorrentes!

Não quer dizer que você deva fazer o impossível, mas apresente as soluções possíveis ao especificador e ao cliente dele. Discuta o projeto e traga soluções interessantes.

Dica 2: Atualize-se!

Busque sempre saber as tendências do seu mercado, frequente feiras do setor vidreiro e de decoração, palestras de fabricantes e fornecedores e busque novidades na internet (ou cadastra seu email no campo lá de cima à direita para receber as novidades aqui do blog!).

dicas imperdíveis para projetos em vidro
Box no stand da Casa Vogue na Revestir 2015

Isso fará com que você fique atualizado, tenha novas idéias para usar no dia-a-dia e consiga debater melhor os projetos que chegarem até a sua vidraçaria! Veja alguns projetos diferentes em vidro nesse post aqui!

Dica 2: Obras que se destacam, também te destacam!

Se a obra que você executou se destaca, se aparece em revistas e sites ou mesmo na vizinhança, seu trabalho também se destaca. Saiba aproveitar obras assim e faça delas propaganda para a sua vidraçaria.

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Tire foto da obra e coloque-as no seu site, coloque no seu material de divulgação… e tenha certeza que quem estiver em busca de um bom profissional para executar uma obra diferenciada, vai te procurar!

Dica 3: Leitura de projetos.

Tenha em sua empresa alguém com habilidade para ler uma planta ou projeto, isso é fundamental para receber projetos de especificadores e identificar maneiras de ajudá-los com o projeto e pensar na melhor solução para aquela obra. Nem que seja necessário que algum funcionário seu faça aulas para ler projetos, tenha alguém que faça isso!

dicas imperdíveis para projetos em vidro

Ajude os especificadores e dê atenção assim que receber o projeto, isso facilita para as duas partes, é uma maneira de ganhar sua confiança e de garantir que ele sempre te procure quando tiver obras e projetos.

Dica 4: Tenha ferrages e acessórios diferenciados!

Tenha opções diferentes das tradicionais para ferrages e ascessórios de vidro, os arquitetos não querem mais do mesmo eles querem algo diferenciado!

Ter opções bonitas e arrojadas te faz ser uma referência que os especificadores buscam quando precisam de projetos com design mais moderno.

Não sabe onde encontrar? Dê uma olhada nesses fornecedores:

Dica 5: Trabalhe sempre dentro das normas!

As normas existem para garantir a segurança e integridade das pessoas, e por isso você deve segui-las. A NBR 7199 fala sobre projetos execução e aplicação de vidros e você deve saber e aplicar essas normas no dia-a-dia pois você é o especialista no assunto, especificadores nem sempre sabem dessas normas e por isso cabe a você o dever de cumpri-las.

Espero que tenham gostado das dicas!! As dificuldades sempre vão existir, mas converse, tire dúvidas, estude as possibilidades junto com o especificador/vidraceiro, e se ainda assim não der certo, me procura! 😉

A ponte de vidro dos corajosos!

A ponte de vidro mais longa do mundo.

Foi inaugurada recentemente a mais longa ponte do mundo com piso de vidro, a ponte tem 300m de comprimento e está a 180m do chão.

A ponte fica no Parque Geológico Nacional Shiniuzhai, na província de Hunan, e tem chamado muita atenção por seu piso envidraçado que permite ver a beleza bem abaixo dos pés dos visitantes.

ponte de vidro

 

A ponte recebeu o carinhoso apelido de “A ponte dos corajosos” (livre tradução para o português) por ser muito alta e seu piso em vidro fazer muita gente ter frio na barriga e quase desistir da travessia, como se tudo isso já não fosse vertiginoso o suficiente a ponte ainda balança com o vento!

ponte de vidroponte de vidro

Mas quem for passear por lá não precisa se preocupar, o piso em vidro tem 24 mm de espessura e é 25 vezes mais resistente do que os vidros de janelas comuns. E por ser composta por vidros laminados, mesmo em uma eventual quebra do vidro não é preciso se preocupar já que o vão não se abre.

ponte de vidroponte de vidro

Essa ponte já existia a muitos anos mas era de madeira, em 2011 os administradores do parque fizeram uma experiência trocando um pedaço da ponte por vidro, o sucesso foi tanto que eles resolveram trocar todo o piso de madeira por vidro. E tornando “a ponte dos corajosos” a primeira ponte suspensa com piso de vidro da China.

ponte de vidroponte de vidro

E você acha que eles ficaram satisfeitos com essa ponte? claro que não! Em breve deve ficar pronta mais uma ponte na mesma província de Hunan, porém em outro parque, o Zhangjiajie Grand Canyon.

A ponte dos corajosos II, a missão.

Dá só uma olhadinha nas imagens abaixo, a construção da maior e mais alta ponte com piso de vidro do mundo deverá ser concluída em breve, mas só de olhar os operários trabalhando já me dá um friozinho na barriga.

ponte de vidroponte de vidro

A ponte terá 299m de altura, 430m de comprimento e 6m de largura e terá seu piso todo em vidro, para tirar o fôlego de qualquer um que se aventurar a atravessá-la, seja pela beleza ou seja pela altura.

O arquiteto é o Israelita Haim Dotan, segundo ele a “ponte de vidro Zhangjiajie foi projetada para ser o mais invisível possível, uma estrutura branca e transparente desaparecendo por entre as nuvens”.

ponte de vidro

A ponte dos corajosos III, o retorno.

Para quem aguentar, existe ainda na mesma região de Zhangjiajie, na província de Hunan esta linda passarela que circunda a montanha Tianmen a 1.432m de altura!

ponte de vidroponte de vidro

A passarela tem 60m de comprimento e 1,2m de largura para a aflição de muita gente que não gosta de andar na beirada. Ela ficou pronta em 2013 e atrai muitos turistas corajosos!

ponte de vidroponte de vidro

*Para que o vidro não fique esverdeado como o da ultima ponte que vimos é necessário utilizar um vidro extra clear, já que o vidro multilaminado (como é o caso das pontes) tende a acentuar e escurecer sua cor por terem várias camadas de vidro coladas uma cima da outra.

Vidro resistente ao fogo!

O projeto de edifícios no Brasil exige que haja uma rota de fuga em caso de incêndio, as escadas de incêndio são um exemplo dessa rota. O que essa rota tem de especial é que os materiais que a envolvem são resistentes ao fogo por pelo menos 2 horas.

O problema da rota é que geralmente é feita de alvenaria e portas de metal, o que não as deixa esteticamente interessantes.

Você sabia que existe vidro resistente ao fogo? Pois é, esse vidro existe e pode ser utilizado em rotas de fuga de incêndio em edifícios, unindo a segurança e a estética.

vidro resistente ao fogo vidro resistente ao fogo

Projeto University Center em Nova Iorque – Vidros Pilkington Pyrostop

Existem duas classificações internacionais de vidro resistente ao fogo, a classificação E (Estabilidade) que é conferida a vidros que impedem a passagem do fogo e dos gases formados pelo incêndio por um determinado período de tempo e a classificação EI (Estabilidade e Isolamento) que é dada a vidros que  além de impedir a passagem das chamas e dos gases também garante o isolamento de grande quantidade do calor por um determinado período de tempo.

Aqui no brasil classificamos como antichamas (E) e corta-fogo (EI), porém esse vidros ainda não são fabricados no Brasil já que a demanda ainda é muito baixa e não há normas brasileiras que regularizam o uso desse tipo de solução. Apesar disso, uma instituição financeira de São Paulo conseguiu homologar as portas de vidro resistente ao fogo do projeto junto ao corpo de bombeiros.

vidro resistente ao fogo

O antichamas é um vidro borossilicato temperado (que contém boro na composição), – também utilizado em lareiras (falei sobre elas aqui) – o boro dá a característica de resistência à altas temperaturas. O vidro borossilicato começa a amolecer em torno dos 821°C já o vidro comum amolece a 550°C. Ele geralmente é utilizado monolítico (uma única chapa de vidro) mas também pode ser laminado para evitar estilhaços em caso de quebra. O vidro pode ter espessura entre 5 e 12mm e suporta o fogo por um período de tempo que pode ser de 30, 60, 90 ou 120 minutos, tempo suficiente para a evacuação do edifício.

Vidro resistente ao fogo

O vidro corta-chamas é formado por no mínimo duas lâminas do vidro borossilicato temperado, o intercalante que une esses vidros é um gel intumescente (que se dilata em contato com o fogo e não é inflamável), a quantidade de lâminas de vidro e de intercalante fazem a diferença no tempo de resistência ao fogo que a solução tem. Apesar de barrar o calor das chamas, o vidro se aquece com o fogo, mas não o suficiente para por em rico a integridade do ambiente de fuga dos usuários do edifício. O vidro pode ter diversas espessuras já que pode ser multilaminado e suporta o fogo por um período de tempo que pode ser de 15, 30, 60, 90 ou 120 minutos, dependendo da quantidade de lâminas.

Teste de resistência ao fogo
Teste de resistência ao fogo

A imagem abaixo mostra o teste depois de um tempo, isso que nós vemos de cor branca é o gel intumescente reagindo com o fogo, ele perde água com o calor e se expande e quando expande ele fica com essa coloração leitosa.

vidro resistente ao fogo

Como podemos notar nas imagens para que a solução funcione perfeitamente é necessário que a a esquadria e todos os materiais utilizados na instalação dos vidros também tenham a característica de resistência ao fogo pelo mesmo tempo que o vidro. É importante testar um protótipo autorizado e aprovação do corpo de bombeiros.

Mas é muito bom saber que há opções esteticamente interessantes para projetos ousados, e o vidro permite uma perfeita integração com qualquer tipo de material.

aluminum4door-glass-panel-fireproof-laminated-58261-1606767 01 pyrostop

Aqui é possível achar o vidro pela Glassec que fornece os vidros da fabricante Schott.

Observação sobre lareiras:

Apesar do vidro antichamas ser apropriado para lidar com fogo, ele não é a melhor opção para uso em lareiras já que o tempo de “vida útil” dele é pequeno. O ideal é o vitrocerâmico, que aceita grandes variações de temperatura e tem uma vida útil de aproximadamente 5 mil horas à uma temperatura de 560°C (Robax da Schott).