Vidro laminado com SentryGlas ®

Por muitos anos, os intercalantes produzidos à partir do polivinil butiral (PVB) e do etileno-vinil-acetato (EVA) têm sido o material de segurança padrão usado pela indústria na produção de vidro laminado. Quem trabalha com vidro entende bem as possibilidades e limitações desse tipo vidro quando empregados em fachadas, coberturas, guarda-corpos e esquadrias. O intercalante SentryGlas, por outro lado, possibilita uma abordagem completamente nova e de maior resistência, pois é 100 vezes mais rígido e cinco vezes mais resistente que o PVB.

For many years, interlayers produced from polyvinyl butyral (PVB) and ethylene vinyl acetate (EVA) have been the standard safety material used by the industry in the production of laminated glass. Everyone who works with glass understands the possibilities and limitations of this glass when used in facades, roofs, railings and window frames. The SentryGlas interlayer on the other hand, provides an entirely new approach and greater resistance, because it is 100 times harder and five times stronger than PVB.

Vidro laminado com SentryGlas

Quando usar o SentryGlas?

O SentryGlas deve ser usado quando há uma demanda por uma material mais rígido e mais forte, um exemplo de uso é em estádios esportivos onde em caso de tumulto o vidro (mesmo em caso de quebra) deve resistir à pressão que a multidão fará nele, sem sair do lugar para garantir a segurança de todos os espectadores.

A solução também pode ser utilizada em janelas, portas e clarabóias resistes à furacão e bombas, e passarelas e pontes de vidro como essa daqui que falei em um outro post.

vidro laminado com sentryglas

Sentryglas safety is used when there is a demand for an extra strong material, an example of use is in stadiums where in case of turmoil the glass must resist the pressure that the crowd will make on it without moving (even in case of breakage), to ensure the safety of all viewers.

This solution can be used in many laminated glass applications including hurricane and bomb blast resistant windows, doors and skylights and structural glass flooring, stairs, walkways and pedestrian bridges.

vidro laminado com sentryglass

Qual a diferença entre a laminação comum e com Sentryglas?

O vídeo abaixo mostra bem a diferença entre os dois tipos de laminação, como os dois tipos se comportam durante a quebra.

The video below shows the difference between the two types of lamination, and how the two types behave during breakage.

Uma observação importante é que o vidro laminado só perde a estabilidade se os dois vidros que envolvem o intercalaste quebrarem, o que é bem difícil de acontecer em condições normais, por isso o Sentryglas tem aplicação específica para situações onde a ruptura dos dois vidros pode acontecer.

An important observation to make is that regular laminated glass only loses stability if the two glasses that surround the interlayer break, it is very difficult to occur under normal conditions, so the Sentryglas has specific application for situations where the breakage of the two glasses may happen.

Escadas em vidro

Escadas em vidro são sempre um destaque na arquitetura, com diversas possibilidades de modelos e acabamentos as escadas complementam perfeitamente um ambiente.

Contudo, com toda a versatilidade, muitas vezes é difícil imaginar todas as possibilidades que temos para escadas em vidro. Fiz uma pesquisa de escadas em vidro recentemente, para a inspiração de um projeto e vou compartilhar com vocês as que mais se destacaram!

Vou dividi-las entre bonitas e legais, porque para mim são qualidades diferentes que podem andar juntas ou não. As bonitas  – fácil de entender – são aquelas que enchem os olhos, já a as legais – mais subjetivas – são soluções interessantes mas que não são necessariamente as mais bonitas, ok?

Então vamos lá:

Escadas em vidro – As Bonitas

O primeiro exemplar de escada é para deixar todos de boca aberta, essa linda escada toda fabricada com vidro extra clear onde os degraus são temperados e multilaminados (três peças de vidro laminadas entre si) e o guarda corpo é um vidro laminado de 20mm no total e também é temperado.

Essa escada chama a atenção pela leveza e claridade que permite passar para todo o ambiente. Os degraus são fixados na alvenaria e no vidro através de peças de aço inox, nos vidros elas se apoiam em furos. A base do guarda corpo que encosta no piso recebeu um perfil de aço inox com 7 cm de altura.

O vidro do guarda corpo não é curvo, são duas partes que se encostam com um ângulo de 45º.

escadas em vidro

 

A escada abaixo é icônica! Ao bater o olho já sabemos que ela pertence a alguma loja da Apple. A Apple sempre tenta se superar e, inova também nos vidros sempre que alguma grande loja ou escritório é construído, um exemplo disso são as escadas em vidro. A Apple desenvolveu essa escada e todas as ferragens pertencentes à esse projeto para ter esse lindo resultado, foi necessário adaptar e desenvolver os sistemas tradicionais de beneficiamento de vidro para que essa escada fosse executada.

O centro da escada é composto por chapas de vidro curvadas em 1/4 de círculo, que sustentam todo o peso da estrutura de vidro e também fazem a proteção do vão como um guarda corpo. Já o guarda corpo que faz o fechamento externo é todo apoiado em si mesmo e nos degarus que são fixados no centro.

Uma belíssima solução que combina tecnologia, leveza e inovação.

escadas em vidro

A escada a seguir tem um conceito bem minimalista, os degraus em vidro multilaminado é fixado na parede e colado nessa parede de vidro com cola uv. Os patamares da escada seguem a mesma liguagem e são fixados nas paredes e piso intermediário. É um área do edifício reservada para as escadas e a transparência, onde a iluminação natural do último andar é espalhada por toda a escada.

Princes-Mews-W2-Glass-Stairs

A escada abaixo é um cubo de vidro, que se destaca da arquitetura da residência pela leveza e transparência.  A escada também permite que a luz seja difundida através dos vidros para os ambientes adjacentes. Os degraus e patamar são de vidro laminado acidato o que confere mais privacidade para quem sobe e desce.

As fixações dos degraus é feita por botões em aço inox e os vidros que fazem o fechamento da escada são fixados na laje.

escadas em vidroescadas em vidro

Abaixo uma imagem que detalha como é a fixação por botão entre os degraus e o guarda corpo em vidro, ela pode ter um apoio por degrau ou mais, tudo depende do modelo de botão e do design desejado.

escadas em vidro

Escadas em vidro – As Legais

A escada abaixo eu achei fantástica, nela a fixação é toda feita em vidro com vidro… Onde um grande painel em vidro recebeu faixas de vidros (coladas com cola UV), e nos intervalos entre essas faixas de vidros os degraus são apoiados (e colados com cola UV também, para evitar o desencaixe). A sensação é de uma escada onde os degraus são flutuantes.

Escadas em vidro

A próxima escada é muuuito legal, o efeito que ela tem é fantástico. Imagina uma escada que tinha tudo para ser normal e sem-graça, até que alguém resolveu fazê-la em vidro e o projeto se transformou! Nesta escada, os degraus e os espelhos dos degraus são multilaminados extra clear e fixados na alvenaria com apoio na lateral da peças.

escadas em vidroescadas em vidro

Essa escada se encaixa nas duas categorias, ela é linda e super legal! Quem trabalha com vidro vai concordar tenho certeza. Essa escada é toda estruturada em vidro sobre vidro e é travada no piso e no pavimento de cima. O seu formato cilíndrico a torna estruturalmente mais forte e suporta muito bem as cargas à que ela se submete no dia-a-dia.

Os degraus e patamar são fixados por botões em aço inox, da mesma maneira o corrimão é fixado no guarda corpo.

escadas em vidro

 

Abaixo temos o exemplo de escadas flutuantes com piso em vidro, o efeito é muito legal mas pode deixar algumas pessoas desconfortáveis na hora de subir.

Aqui peças de vidro multlaminado são encaixadas e chumbadas na alvenaria, e na uma estrutura metálica que também faz a fixação do guarda corpo em vidro. O resultado é uma escada leve que facilmente se encaixa em qualquer tipo de projeto.

escadas em vidroescadas em vidro

Essa escada também é de fácil execução e traz um efeito bem legal, de leveza e transparência de uma maneira bem clean. O vidro é fixado em um quadro metálico com pintura branca e esse quadro metálico é chumbado na alvenaria, uma solução simples que cria um visual moderno e traz iluminação natural para o ambiente abaixo da escada.

escadas em vidroescadas em vidro

E aí? Gostaram das escadas? Falei de vários tipos e soluções, acho que deu pra ter uma idéia do que é possível fazer.

E depois de muito pesquisar e pensar, a escada que desenhei é muito parecida com a escada abaixo, os degraus são em vidro extra clear pintado de branco laminado com extra clear e uma fita de LED foi pensada para iluminar os degraus e espelhos dos degraus.

escadas em vidro

Como eu não queria que a estrutura aparecesse, diferentemente da imagem, o espelho de cada degrau também é em vidro extraclear pintado de branco laminado com extra clear. Assim que pronta eu venho falar sobre a escada.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!

{ Pisos de vidro }

Se tem uma coisa que me traz uma excelente sensação em projetos é a iluminação natural, e pisos de vidro além de toda a sua beleza e leveza permitem que a iluminação natural se propague pelos cômodos e espaços do projeto.

Pisos de vidro:

pisos de vidro

Falei do projeto acima nesse post sobre iluminação natural zenital (do teto), mas ele é um ótimo exemplo de como o piso de vidro pode deixar a luz do ambiente superior passar para o ambiente inferior. Isso porque a Vertical Glass House (Xangai) tem uma abertura no teto, por onde a luz entra e essa luz é propagada pelos 3 andares por pisos de vidro!

O projeto abaixo é um triplex que fica na Romênia, ilustra perfeitamente a idéia da iluminação natural e de quebra é um belíssimo projeto em vidro incolor laminado com estrutura em aço inox.

O guarda-corpo da escada segue a mesma idéia de deixar a iluminação natural passar e uma mesma peça une o vão dos dois lances de escada. (Falei sobre guarda-corpo nesse post aqui)

Pisos de vidro Pisos de vidro

Segundo a norma da ABNT, a NBR 7199 todo piso de vidro DEVE ser laminado! Já que em uma eventual quebra o vão não se abre e os cacos de vidro ficam colados no intercalante, garantindo que nenhum usuário se machuque com esse vidro. (Sobre vidros laminados veja esse post!)

Pisos de vidro

Outra dica é temperar a lâmina de vidro que ficará por cima do conjunto, isso garante uma maior resistência à impactos caso alguém derrube algo pesado em cima do piso. (Sobre vidros temperado eu falei aqui)

Outros tipos de vidro:

E se você está pensando que o vidro incolor tira muito a privacidade, é possível utilizar um vidro acidato ou até mesmo um vidro impresso (apesar do nome, o vidro impresso é um vidro com desenhos em alto ou baixo relevo).

Pisos de vidro Pisos de vidro

A vantagem do vidro impresso é que você pode escolher um modelo anti-derrapante e ter ainda mais segurança na sua solução, principalmente se for perto de uma área molhada.

Especificando pisos de vidro:

Para dimensionar o piso de vidro, adota-se sempre normas internacionais já que no Brasil ainda não há normas específicas para essa aplicação e os parâmetros europeus são bastante elevados. Normalmente, a carga considerada é de pelo menos 500 kgf/m2 para essa definição são usadas as normas européias e alguns cálculos que obedecem a critérios estabelecidos pela ABNT.

living-da-academiapisos de vidro

Pisos de vidroPisos de vidro

Para facilitar o dia-a-dia, a Cebrace disponibiliza um programa online que faz o calculo da espessura do vidro conforme a dimensão da peça. Por esse link você entra na área de calculo de espessura e escolhe pisos de vidro! O programa é bem auto explicativo, basta colocar as dimensões da peça em metros e responder qual o uso e se terá peso concentrado, serão sugeridos 6 tipos de solução, se não aparecer nenhuma é porque a sua peça de vidro está muito grande e você precisa dividi-la.

sala-de-estar-com-piso-de-vidro-cobertura-triplex-em-tel-aviv-israel

O progama só calcula para pisos que têm os quatro lados apoiados, ou seja todo o perímetro do vidro tem que ter uma estrutura para se sustentar. Para vidros com dois ou três lados apoiados é necessário buscar alguém especializado para calcular.

O projeto acima mostra um piso de vidro onde as peças são apoiadas em duas extremidades (as laterais), o guarda corpo é apoiado na mesma estrutura do piso, porém os vidros não se tocam.

Já os projetos abaixo mostram peças de vidro apoiadas em seus quatro lados.

pisos de vidropisos de vidro

Pisos de vidro pisos de vidro

Pisos de vidro esportivos:

Outro piso de vidro muito legal que já comentei aqui no blog é o dessa quadra poliesportiva, o piso permite que iluminação de LED delimitem as linhas referentes a cada esporte. Os vidros utilizados nessa quadra são antiderrapantes, e a cor é definida de acordo com a base utilizada, e pode ser escolhida dentre diversas cores.

pisos de vidropisos de vidro

Por essa você não esperava não é mesmo?

Apesar de não estar em altura, o vidro também deve ser laminado, para evitar acidentes em caso de eventual quebra. Quer saber mais sobre essa quadra? Eu falei dela nesse post aqui, em vidros que iluminam o esporte.

pisos de vidro

Se quiser saber mais sobre as normas técnicas de vidro, eu fiz um resuminho fácil que você pode acessar por aqui!

[:]

A ponte de vidro dos corajosos!

A ponte de vidro mais longa do mundo.

Foi inaugurada recentemente a mais longa ponte do mundo com piso de vidro, a ponte tem 300m de comprimento e está a 180m do chão.

A ponte fica no Parque Geológico Nacional Shiniuzhai, na província de Hunan, e tem chamado muita atenção por seu piso envidraçado que permite ver a beleza bem abaixo dos pés dos visitantes.

ponte de vidro

 

A ponte recebeu o carinhoso apelido de “A ponte dos corajosos” (livre tradução para o português) por ser muito alta e seu piso em vidro fazer muita gente ter frio na barriga e quase desistir da travessia, como se tudo isso já não fosse vertiginoso o suficiente a ponte ainda balança com o vento!

ponte de vidroponte de vidro

Mas quem for passear por lá não precisa se preocupar, o piso em vidro tem 24 mm de espessura e é 25 vezes mais resistente do que os vidros de janelas comuns. E por ser composta por vidros laminados, mesmo em uma eventual quebra do vidro não é preciso se preocupar já que o vão não se abre.

ponte de vidroponte de vidro

Essa ponte já existia a muitos anos mas era de madeira, em 2011 os administradores do parque fizeram uma experiência trocando um pedaço da ponte por vidro, o sucesso foi tanto que eles resolveram trocar todo o piso de madeira por vidro. E tornando “a ponte dos corajosos” a primeira ponte suspensa com piso de vidro da China.

ponte de vidroponte de vidro

E você acha que eles ficaram satisfeitos com essa ponte? claro que não! Em breve deve ficar pronta mais uma ponte na mesma província de Hunan, porém em outro parque, o Zhangjiajie Grand Canyon.

A ponte dos corajosos II, a missão.

Dá só uma olhadinha nas imagens abaixo, a construção da maior e mais alta ponte com piso de vidro do mundo deverá ser concluída em breve, mas só de olhar os operários trabalhando já me dá um friozinho na barriga.

ponte de vidroponte de vidro

A ponte terá 299m de altura, 430m de comprimento e 6m de largura e terá seu piso todo em vidro, para tirar o fôlego de qualquer um que se aventurar a atravessá-la, seja pela beleza ou seja pela altura.

O arquiteto é o Israelita Haim Dotan, segundo ele a “ponte de vidro Zhangjiajie foi projetada para ser o mais invisível possível, uma estrutura branca e transparente desaparecendo por entre as nuvens”.

ponte de vidro

A ponte dos corajosos III, o retorno.

Para quem aguentar, existe ainda na mesma região de Zhangjiajie, na província de Hunan esta linda passarela que circunda a montanha Tianmen a 1.432m de altura!

ponte de vidroponte de vidro

A passarela tem 60m de comprimento e 1,2m de largura para a aflição de muita gente que não gosta de andar na beirada. Ela ficou pronta em 2013 e atrai muitos turistas corajosos!

ponte de vidroponte de vidro

*Para que o vidro não fique esverdeado como o da ultima ponte que vimos é necessário utilizar um vidro extra clear, já que o vidro multilaminado (como é o caso das pontes) tende a acentuar e escurecer sua cor por terem várias camadas de vidro coladas uma cima da outra.

Vidro resistente ao fogo!

O projeto de edifícios no Brasil exige que haja uma rota de fuga em caso de incêndio, as escadas de incêndio são um exemplo dessa rota. O que essa rota tem de especial é que os materiais que a envolvem são resistentes ao fogo por pelo menos 2 horas.

O problema da rota é que geralmente é feita de alvenaria e portas de metal, o que não as deixa esteticamente interessantes.

Você sabia que existe vidro resistente ao fogo? Pois é, esse vidro existe e pode ser utilizado em rotas de fuga de incêndio em edifícios, unindo a segurança e a estética.

vidro resistente ao fogo vidro resistente ao fogo

Projeto University Center em Nova Iorque – Vidros Pilkington Pyrostop

Existem duas classificações internacionais de vidro resistente ao fogo, a classificação E (Estabilidade) que é conferida a vidros que impedem a passagem do fogo e dos gases formados pelo incêndio por um determinado período de tempo e a classificação EI (Estabilidade e Isolamento) que é dada a vidros que  além de impedir a passagem das chamas e dos gases também garante o isolamento de grande quantidade do calor por um determinado período de tempo.

Aqui no brasil classificamos como antichamas (E) e corta-fogo (EI), porém esse vidros ainda não são fabricados no Brasil já que a demanda ainda é muito baixa e não há normas brasileiras que regularizam o uso desse tipo de solução. Apesar disso, uma instituição financeira de São Paulo conseguiu homologar as portas de vidro resistente ao fogo do projeto junto ao corpo de bombeiros.

vidro resistente ao fogo

O antichamas é um vidro borossilicato temperado (que contém boro na composição), – também utilizado em lareiras (falei sobre elas aqui) – o boro dá a característica de resistência à altas temperaturas. O vidro borossilicato começa a amolecer em torno dos 821°C já o vidro comum amolece a 550°C. Ele geralmente é utilizado monolítico (uma única chapa de vidro) mas também pode ser laminado para evitar estilhaços em caso de quebra. O vidro pode ter espessura entre 5 e 12mm e suporta o fogo por um período de tempo que pode ser de 30, 60, 90 ou 120 minutos, tempo suficiente para a evacuação do edifício.

Vidro resistente ao fogo

O vidro corta-chamas é formado por no mínimo duas lâminas do vidro borossilicato temperado, o intercalante que une esses vidros é um gel intumescente (que se dilata em contato com o fogo e não é inflamável), a quantidade de lâminas de vidro e de intercalante fazem a diferença no tempo de resistência ao fogo que a solução tem. Apesar de barrar o calor das chamas, o vidro se aquece com o fogo, mas não o suficiente para por em rico a integridade do ambiente de fuga dos usuários do edifício. O vidro pode ter diversas espessuras já que pode ser multilaminado e suporta o fogo por um período de tempo que pode ser de 15, 30, 60, 90 ou 120 minutos, dependendo da quantidade de lâminas.

Teste de resistência ao fogo
Teste de resistência ao fogo

A imagem abaixo mostra o teste depois de um tempo, isso que nós vemos de cor branca é o gel intumescente reagindo com o fogo, ele perde água com o calor e se expande e quando expande ele fica com essa coloração leitosa.

vidro resistente ao fogo

Como podemos notar nas imagens para que a solução funcione perfeitamente é necessário que a a esquadria e todos os materiais utilizados na instalação dos vidros também tenham a característica de resistência ao fogo pelo mesmo tempo que o vidro. É importante testar um protótipo autorizado e aprovação do corpo de bombeiros.

Mas é muito bom saber que há opções esteticamente interessantes para projetos ousados, e o vidro permite uma perfeita integração com qualquer tipo de material.

aluminum4door-glass-panel-fireproof-laminated-58261-1606767 01 pyrostop

Aqui é possível achar o vidro pela Glassec que fornece os vidros da fabricante Schott.

Observação sobre lareiras:

Apesar do vidro antichamas ser apropriado para lidar com fogo, ele não é a melhor opção para uso em lareiras já que o tempo de “vida útil” dele é pequeno. O ideal é o vitrocerâmico, que aceita grandes variações de temperatura e tem uma vida útil de aproximadamente 5 mil horas à uma temperatura de 560°C (Robax da Schott).

{ Piscinas de vidro }

 

piscinas de vidroEu sou suspeita, mas adoro visores de vidro em piscinas. Acho que eles trazem leveza e dão um “tchans” no projeto, e pelo jeito não sou só eu já que o uso de paredes de vidro em piscinas vêm aumentando e também surpreendendo pela criatividade.

Há diversas maneiras de incorporar o vidro à piscina, seja com um grande visor lateral, seja no fundo da piscina, seja como uma faixa no topo da piscina… Então vamos explorar um pouco mais esse assunto e saber como é esse vidro.

Visores laterais:

Eles podem estar em qualquer lateral da piscina e ter diversos tamanhos e formas.

piscinas de vidropiscinas de vidro

O visor pode ser um segmento da lateral da piscina ou a lateral completa, como as piscinas abaixo:

piscinas de vidropiscinas de vidro

Os visores também podes ser redondos ou curvados.

piscinas de vidropiscinas de vidro

Bordas em vidro:

A borda acontece quando a piscina é muito mais funda do que o vidro deixa ver, o vidro está só no topo da piscina.

piscinas de vidropiscinas de vidro
piscinas de vidropiscinas de vidro

piscinas de vidro

A imagem abaixo mostra o uso do vidro como borda infinita (quando o nível da água vai até o topo podendo transbordar) e em toda a extensão da borda. Gostei muito dessa idéia que traz leveza e faz a água parecer flutuar.

piscinas de vidro

Outro projeto que me encantou foi a dessa hidromassagem, com a mesma idéia da piscina anterior o vidro fica em toda a extensão da borda, com o nível da água até o topo.

piscinas de vidropiscinas de vidro

E essa piscina abaixo que recebeu iluminação de LED na base de instalação do vidro, que deu esse efeito muito legal para destacar a piscina à noite.

piscinas de vidropiscinas de vidro

Pisos de vidro:

Uma maneira muito legal de usar o visor é no piso da piscina, integrando os andares da edificação. O resultado é uma integração que gera sensação de bem estar e difunde a iluminação natural através da piscina chegando no andar inferior.

piscinas de vidropiscinas de vidro

A piscina acima na direita é de uma academia na Suiça e do andar inferior é possível ver a piscina independente do local que a pessoa esteja, imagina que sensação gostosa! E de quebra a cobertura da piscina é retrátil.

Abaixo uma imagem de um dos andares abaixo da piscina.

piscinas de vidro

A residência abaixo, Jellyfish House fica na Espanha e utilizou a piscina como cobertura da varanda, reduzindo a iluminação direta e protegendo a área ao mesmo tempo. A piscina é bem grande e é possível vê-la em outras partes do edifício.

piscinas de vidro

A cobertura abaixo fica no Rio de Janeiro e traz uma solução muito parecida com a de cima. Porém ao invés do fundo da piscina, o que recebeu vidro foi o fundo do “deck molhado” (espaço de pouca profundidade para tomar sol), difundindo iluminação natural.

piscinas de vidropiscinas de vidro

Visor tipo aquário: 

São visores em vidro que ficam na parede que divide a piscina e um ambiente da edificação, trazendo também a sensação de integração e iluminação natural.

piscinas de vidropiscinas de vidro

Mas seja qual for a maneira que te agrada, o projeto deve ser muito bem estudado e realizado por empresas especializadas que vão trabalhar em conjunto com a estrutura da piscina a melhor maneira de conceber e realizar a obra.

Quanto maior a quantidade de vidro desejada, mais complexa a solução para o projeto e por isso não se deve fazer com qualquer pessoa. É necessário garantir tanto a segurança dos usuários como a estanqueidade do conjunto.

O vidro precisa ser bastante resistente já que a pressão que a água exerce nele é grande, por isso o ideal é que além de ter maior espessura que vidros que usamos em janelas por exemplo, ele seja multi-laminado (mais de uma laminação) e temperado (garantindo maior resistência e que o vão não se abra em caso de ruptura).

Na imagem abaixo podemos ver um exemplo disso, vidro com duas laminações e de grande espessura, não é possível enxergar que o vidro é temperado, mas isso garante maior resistência ao conjunto.

piscinas de vidro

Sei que muita gente não gosta do vidro assim sem acabamento por cima, mas tudo depende do efeito final que você procura, abaixo uma das opções de acabamento.

piscinas de vidro

O aço inox que tem alta durabilidade e agrada a muitas pessoas, pode ser utilizado dobrado no topo do vidro escondendo as laminações dele.

piscinas de vidro

Para paredes de vidro muito extensas, com com uma grande pressão de água é necessário que haja uma estrutura reforçada para que o vidro tenha o apoio necessário. Na imagem acima há um pilar de apoio em aço inox que permitiu reduzir a espessura do vidro e utilizar peças menores .No exemplo abaixo temos as duas ciosas, uma grande extensão e muita água fazendo pressão.

piscinas de vidro

A chapa de vidro tradicional tem 3,21×2,20m ou 3,21×2,40m, se a dimensão da peça ultrapassa os 3,15m (a lapidação das peças tiram o comprimento) ela precisa ser dividida já que não é possível fazer maior que o tamanho da chapa.

Existem as chapas de vidro chamadas jumbo, que tem 3,21×6,00m de dimensão, porém utilizá-la em um projeto significa aumentar significativamente os custos, por isso se sua peça passar de 3,15m de extensão consulte com a empresa que fará o vidro sobre as soluções possíveis e os valores.

Até a próxima!