Vidro temperado e laminado?!

Quando imaginamos um vidro de segurança, logo pensamos em um temperado ou em um laminado mas o mais seguro é o vidro temperado e laminado, ou laminado DE temperado como algumas pessoas dizem.

Vidro temperado e laminado.

Já expliquei o que é vidro laminado aqui e o que é vidro temperado aqui, agora vamos falar das duas coisas juntas!!

Sim, é possível ter um vidro temperado e laminado, aliás para algumas aplicações ele é obrigatório.

vidro temperado e laminado

Um exemplo é o sistema Spider (também conhecido como Aranha). Geralmente aplicado em fachadas, coberturas e guarda-corpo esse sistema exige um vidro laminado de acordo com a NBR 7199 pelo tipo de aplicação deles (risco de acidentes) e também devem ser temperado devido aos furos que são feitos nos vidro para que recebam a estrutura Spider. Outra necessidade de temperar esses vidros é que a dimensão das peças vem crescendo cada vez mais e isso exige vidros mais resistêntes ao seu peso próprio.

vidro temperado e laminado

(Skye Bar – Hotel Unique em São Paulo – Exemplo de guarda-corpor em sistema Spider)

Os vidros com furos que não são temperados tendem a fissurar e quebrar devido á dilatação do vidro ao longo do tempo, ou quando sofrem algum esforço fora do comum (algúem apoiando por exemplo).

Esse vídeo mostra a quebra do temperado e laminado, mostra como ele é resistente e seguro.

Outro uso importante do vidro temperado e laminado é em pisos de vidro e degraus em vidro. Como são composições que irão receber cargas pontuais, elas precisam de maior resistência.

 vidro temperado e laminado vidro temperado e laminado

Estes vidros precisam ser laminados para evitar que o vão se abra em caso de quebra, o que causaria sérios acidentes e permite que o vidro continue no lugar até a sua troca.

Também é possível temperar somente a lâmina de cima, o que diminui o custo da composição sem trazer trazer ônus ao projeto (dependendo do projeto, ok?). Dessa maneira o vidro superior recebe o peso pontual e distribui para o vidro inferior melhor distribuído, o que garante o bom desempenho de degraus e pisos de vidro.

Visores de piscina não tem obrigatoriedade de ter o vidro temperado e laminado, ele pode ser somente laminado. Porém quando utilizamos dois ou mais vidros temperados na composição podemos diminuir a espessura final desse vidro. Por exemplo:

Se eu quero um visor de piscina com 1,70m de altura por 1,0m de largura, somente laminado preciso de no mínimo 30mm de espessura para alcançar a resistência necessária. Já uma composição de temperado e laminado posso diminuir a espessura mínima para 20mm, ainda alcançando a mesma resistência necessária para aguentar a pressão da água da piscina. (OBs.: Fiz esses cálculos para uma piscina específica, não serve para qualquer piscina).

vidro temperado e laminado

Como cada projeto é um projeto e há diversas maneiras de uso do vidro, procure saber a norma de aplicação para o uso que você deseja do vidro. Eu simplifiquei a norma aqui! =)

{ Janelas para a alma … }

 

Olha quantas janelas para a alma da arquitetura desse projeto!

janelas para a alma

Este projeto situado em Clerkenwell – Londres, foi batizado de “Windows for the soul” (janelas para a alma) porque a reforma do antigo celeiro recebeu muito vidro nas fachas, teto e piso! O arquiteto manteve muito da antiga estrutura e contrapôs o novo e o antigo, onde paredes de tijolos se misturam com paredes e tetos de vidro.

janelas para a alma

A escada tem em sua volta no andar superior vidro laminado temperado 8mm, preso por botões. Em cima do guarda corpo na parte oposta à descida da escada, foi colocado um vidro que serve como bancada.

O telhado em vidro também é laminado incolor porém tem 12mm, ele é fixo, e junto com os janelões de vidro laminado (de acordo com as normas técnicas) trazem luz e integração em abundância para essa cozinha.

O piso em frente à escada também é em vidro laminado e temperado incolor de 12mm, e permite que toda essa iluminação seja projetada no andar de baixo e aproveitada pela biblioteca.

Na imagem abaixo podemos observar como a escada e o piso de vidro do pavimento superior trazem iluminação natural para a biblioteca.

janelas para a alma

Nas escadas ao invés de um guarda corpo de meia altura, foram utilizados dois painéis de vidro que vão do piso ao teto e fazem a proteção do vão.

janelas para a alma

A biblioteca também tem um piso de vidro por onde a luz da janela passa para iluminar o andar inferior. Nessa situação o vidro também precisa ser laminado de acordo com a NBR, a espessura sempre varia de acordo com a dimensão do vidro.

Oposta à cozinha, a sala de estar manteve a parede antiga mas com muito vidro para aproveitar a iluminação.

janelas para a alma

Abaixo a esquadria em aço escovado contrasta com os tijolos aparentes. A esquadria permite uma grande abertura do vão que integra a sala com o espaço de convívio externo. Nessa esquadria o vidro pode ser temperado que resiste mais que o vidro comum à pancadas acidentais. (Portas de vidro)

janelas para a alma

Os banheiros da casa também se destacam por utilizar muito espelho, com espelhos em paredes opostas que criam a constante repetição do espaço. Até mesmo as paredes do chuveiro são revestidas por espelhos.

janelas para a alma

No banheiro abaixo até mesmo teto é revestido por espelho, como essa residência é para aluguel de temporada, gostei muito da idéia. Pode ser cansativo para o dia-a-dia, mas muito legal para alugar por uma semana!

janelas para a alma janelas para a alma

O quarto abaixo fica ao lado da biblioteca e mostra como o piso de vidro fica sempre perto das janelas para que a luz desse pavimento chegue até o pavimento de baixo. Essa solução além de muito legal, ajuda a difundir luz natural e economiza em luz artificial!

janelas para a alma

Essa casa parece ser uma delícia para aproveitar um temporada em Londres, não acham?

Fotos por One Fine Stay.