Cozinha integrada!

Uma solução muito utilizada para ampliar ambientes, ótima principalmente para apartamentos de tamanhos reduzidos é a cozinha integrada!

Cozinha integradaCozinha integrada

Eu gosto muito deste tipo de solução, inclusive lá em casa é assim! E por isso tenho um probleminha, toda vez que vou fritar algo ou assar carne na frigideira, a casa toda fica com cheiro e a gordura se espalha pelo ar. (Tinha esse problema… resolvi!)

Por isso fui atrás de uma solução que me permitisse fechar o ambiente (pelo menos o fogão) sem perder a integração que a cozinha americana proporciona.

Quem recebe amigos em casa para jantar (e faz o jantar) sabe como é agradável cozinhar podendo participar do assunto e não ficar isolado na cozinha. =)

E uma solução excelente é o vidro! Você já sabia que eu iria dizer isso, mas sim o vidro permite uma barreira física mas não visual! Então você mantém a integração entre cozinha e sala!

Cozinha integrada

Você quase não vê, mas o vidro está ali criando uma barreira física contra a gordura que voa quando colocamos a carne na frigideira quente, ou fritamos algo.

Abaixo uma foto que realmente mostra esse vidro, que além de tudo é fácil de limpar!

Cozinha integrada
Vidro incolor temperado, a espessura depende do projeto. Neste foi utilizado 8mm.

E para que possamos conversar enquanto estamos na cozinha, a solução tem uma parte de vidro fixo mais próximo ao fogão e um vidro de correr que permite a abertura ou não do vão.

Cozinha integrada

Nessa vista interna, podemos ver que o trilho do vidro está embutido na alvenaria superior o que permite que a bancada fique livre.

Outra solução que me agrada é esse grande painel de correr, com trilho no teto, que permite abrir ou fechar mais a cozinha.

Cozinha integrada
Neste projeto o vidro é temperado de 10mm, mas a espessura varia dependendo do tamanho da peça de vidro.

E esse projeto abaixo, com cara de cozinha industrial (um charme) utilizou um vidro fixo somente na parte superior da banca, deixando a bancada completamente livre, e um vidro fixo abaixo da bancada.

O vidro fixo acima da bancada também serve como barreira para os vapores e gorduras quentes da cozinha, evitando que se espalhem muito. Já que o ar quente sobe e o ar frio desce, os vapores ficam mais pelo teto da cozinha.

Cozinha integrada
Aqui os vidros são temperados de 8mm

Nesse projeto eles poderiam ter utilizado o vidro funcionando como uma janela tipo guilhotina, assim poderiam deixar a berto e fechar quando necessário.

A janela tipo guilhotina é aquela que tem dois painéis que correm em trilhos paralelos para cima e para baixo, mas no caso poderia ter o vidro de cima fixo e o de baixo móvel.

Cozinha integradaCozinha integrada

Essa é uma janela guilhotina, só para não haver dúvidas!

{ Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo }

“O projeto para a sede da Xiaomi Brasil busca traduzir os valores e as caracteristicas da empresa através de seu escritório.” Arkiz Arquitetos

A Xiaomi a empresa que revolucionou o mercado de smartphones no mundo, chegou ao Brasil em Junho desse ano (2015) e eu como arquiteta curiosa queria saber como seria a sede da empresa chinesa em São Paulo, vou dividir o que achei com vocês.

O projeto da sede da Xiaomi em São Paulo exigia permeabilidade visual e integração entre os espaços, e com isso vemos que muito vidro foi utilizado no projeto.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

A copa recebe destaque com a cor laranja que é a cor da marca, e para separá-la do espaço de trabalho há um painel em vidro incolor temperado 10mm, que permite a integração dos espaços mas sem que a conversa e os aromas dos alimentos invadam o escritório.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

O painel de vidro tem três divisões já que seu tamanho é bem grande e é fixado por um perfil U na cor branca, que se funde com as paredes da copa.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

Essa sala recebeu portas de correr na cor branca com trilho embutido no teto e sem trilho na parte de baixo, as portas além de intregrar/separar os ambientes, também pode ser utilizada como quadro branco para recados ou mesmo reuniões.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

No corredor do andar superior vemos o guarda corpo em vidro laminado e temperado incolor fixado com botões, que integra os dois pavimentos sem ser um obstáculo visual.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

A sala de descanso (ou descompressão) recebeu portas de correr em alumínio natural fosco e vidro incolor canelado de 10mm, que permite a integração porém com privacidade.

Vidros da sede da Xiaomi em São Paulo

{ Painéis em espelho }

Porque o painel de espelho é tão utilizado na decoração? Porque ele amplia o ambiente, ajuda a espalhar a iluminação e definitivamente deixa a decoração mais bonita!

painéis em espelho

Eles podem ser utilizados para revestir paredes inteiras, ou em faixas, como quadros, podem ter moldura ou não…

Porém esse é um recurso que deve ser utilizado da maneira correta para não ficar esquisito! Exatamente, o painél não pode ser feito de qualquer maneira é fácil errar num painel em espelho, e por isso vou dar algumas dicas excelentes para você não errar ao utilizá-lo.

É importante lembrar que o espelho duplica tudo que há no ambiente, e em ambientes com muita informação (vários móveis e objetos) o espelho e acaba carregando demais o visual, por isso se há muita informação no ambiente, opte por painéis menores ou coloque ele de frente para uma área com menos informação.painéis em espelho

Mas se a parede que você deseja colocar o espelho não puder oferecer um visão com menos informação utilize um painél mais clean, sem muito recortes e com lapidação reta (sem bisotê). Isso ajuda a diminuir as interferências na reflexão dos móveis o objetos.

Os recortes do espelho abaixo são retos e tem lapidação reta também, como a porta teria obrigatoriamente que ter o recorte, o arquiteto “escondeu” a porta fazendo mais recortes no painel. Como a decoração tem bastante informação a solução foi a mais correta para essa aplicação.

painéis em espelho

Devemos ficar atentes também quando formos usar mais de um painel de espelho na decoração, o efeito de um espelho refletindo o outro pode não fica muito interessante na decoração, a não ser que a intenção seja proposital.

Abaixo dois exemplos de mais de um painel de espelho na decoração, onde os painéis não estão refletindo um ao outro.

painéis em espelhopainéis em espelho

Nessa foto abaixo o destaque da decoração foi o uso intencional de espelhos de que refletem uns aos outros, esse tipo de solução é bastante arriscada, mas esse projeto foi bem sucedido na idéia. O fato do ambiente ser pequeno e com poucos itens de decoração, fez a escolha ficar interessante e o tapete escuro diminuiu a claridade do ambiente já que a iluminação é bem difundida pelos espelhos.
painéis em espelho

A sobreposição de quadros e peças de decoração no espelho também pode ser uma solução bem interessante, se bem pensada, no caso acima onde quadros foram pendurados nos espelhos como se o mesmo fosse parede e no caso abaixo onde os quadros foram encostados no espelhos são bons exemplos do tema.

painéis em espelho

Uma diretriz que considero essencial é que, todo espelho seja painél seja pedacinho tem que ter acabamento nas bordas, já vi muitas decorações onde os espelhos são colados na parede e não há preocupação em esconder as bordas e o efeito fica menos bonito. Os projetos abaixo ficariam mais interessantes se houvessem escondido as bordas.

painéis em espelhoEspelho-Parede-03painéis em espelho painéis em espelhopainéis em espelho

O que quer dizer esconder as bordas? quer dizer que toda borda deve encostar em algo e não ficar solta, olhe os exemplos abaixo:

Aqui filetes de espelho intercalados no revestimento de madeira e do lado um grande painel que ocupa a parede toda encostando no forro, no piso, na cortina e do outro lado um filete branco faz o acabamento do vidro.

painéis em espelhopainéis em espelho

Abaixo um painel que ocupa a parede toda, ele acaba no mesmo nível do rodapé que dá o acabamento. Do lado uma ótima opção que é “desencostar” o espelho da parede e iluminá-lo por trás (aqui tudo bem deixar as bordas expostas – mas somente em situações de projeção do espelho). O melhor material para se usar na estrutura do espelho é o MDF porque ele não absorve umidade (que causa manchas de oxidação no espelho com o tempo)!

painéis em espelhopainéis em espelho

Aqui o espelho encosta no painél em madeira que está projetado afrente do espelho, do outro lado um filete de madeira faz o acabamento. Na outra imagem o espelho também tem todos os seus lados encostando em algo (forro, rodapé, parede e pedra).

painéis em espelhopainéis em espelho

Mais um exemplo de painel cobrindo toda a parede e sempre encostando suas bordas. Ao lado duas faixas de espelho delimitadas pela madeira do painel, os dois acabando no mesmo plano.

painéis em espelhopainéis em espelhopainéis em espelhopainéis em espelho

painéis em espelhopainéis em espelho

Abaixo um espelho que fica atras do aparador e se estende para o nicho da lateral, não é necessário que o espelho maior vá até o chão, mas é importante que ele junto com o aparador ou até um pouquinho mais para baixo.

painéis em espelho

Eu estou adorando ver decorações com o uso de painéis com “junta seca”, é uma tendência bastante interessante que veio para ficar! Mas para dar certo ele deve ser bem executado, então escolha um bom instalador para esse serviço, e tenha paciência, painéis em espelhos requerem medições e moldes mas o resultado é lindo!

painéis em espelhopainéis em espelho

Eu não sou particularmente fã de espelhos bizotados, mas se você gosta seguem algumas diretrizes de uso que vão te auxiliar a compor melhor o painel.

Um painél muito utilizado é o de vários quadrados bisotados colocados em seqüência, para quadrados pequenos o ideal é que o bisotê seja fino o que traz uma aparência mais limpa ao painel. Nesse tipo de painel no encontro dos espelhos o bisotê “dobra” de tamanho e fazê-lo mais fino o deixa mais delicado. Uma dica é fazer o bisotê das bordas de fora do painél maior e os bisotês que tem junção com outro espelho menor.

painéis em espelhopainéis em espelho

Sei que há uma teoria de que pisos instalados em ângulo de 45 graus (formato de losangos) ampliam o ambiente, mas para espelhos o bisotê delimita muito o desenho e acaba por fazer o efeito inverso. Então se for usar bisotê em painéis com ângulos, prefira colocá-los em ambientes maiores, e o bisotê mais fino.

Painéis em espelhopainéis em espelho

Esse tipo de painel abaixo da Luni Arquitetura me agrada bastante, o bisotê é bem fininho e discreto e deu um charme no painel. Bisotês mais finos (5mm a 15mm) podem ser feitos em todas as espessuras de espelhos. *Bisotê mais largo (20mm a 40mm) deve ser feito em espelhos mais espessos (que 4mm) – consulte o seu fornecedor para saber as disponibilidades.

painéis em espelho
Aqui o bisotê tem 5mm

Outra maneira de incorporar espelhos na decoração, principalmente se você já tem um ambiente pronto e não quer mecher muito são os painéis tipo quadro, são quase obras de arte!

painéis em espelhopainéis em espelho painéis em espelhopainéis em espelho painéis em espelhopainéis em espelho

Até a próxima!