Vidro laminado com SentryGlas ®

Por muitos anos, os intercalantes produzidos à partir do polivinil butiral (PVB) e do etileno-vinil-acetato (EVA) têm sido o material de segurança padrão usado pela indústria na produção de vidro laminado. Quem trabalha com vidro entende bem as possibilidades e limitações desse tipo vidro quando empregados em fachadas, coberturas, guarda-corpos e esquadrias. O intercalante SentryGlas, por outro lado, possibilita uma abordagem completamente nova e de maior resistência, pois é 100 vezes mais rígido e cinco vezes mais resistente que o PVB.

For many years, interlayers produced from polyvinyl butyral (PVB) and ethylene vinyl acetate (EVA) have been the standard safety material used by the industry in the production of laminated glass. Everyone who works with glass understands the possibilities and limitations of this glass when used in facades, roofs, railings and window frames. The SentryGlas interlayer on the other hand, provides an entirely new approach and greater resistance, because it is 100 times harder and five times stronger than PVB.

Vidro laminado com SentryGlas

Quando usar o SentryGlas?

O SentryGlas deve ser usado quando há uma demanda por uma material mais rígido e mais forte, um exemplo de uso é em estádios esportivos onde em caso de tumulto o vidro (mesmo em caso de quebra) deve resistir à pressão que a multidão fará nele, sem sair do lugar para garantir a segurança de todos os espectadores.

A solução também pode ser utilizada em janelas, portas e clarabóias resistes à furacão e bombas, e passarelas e pontes de vidro como essa daqui que falei em um outro post.

vidro laminado com sentryglas

Sentryglas safety is used when there is a demand for an extra strong material, an example of use is in stadiums where in case of turmoil the glass must resist the pressure that the crowd will make on it without moving (even in case of breakage), to ensure the safety of all viewers.

This solution can be used in many laminated glass applications including hurricane and bomb blast resistant windows, doors and skylights and structural glass flooring, stairs, walkways and pedestrian bridges.

vidro laminado com sentryglass

Qual a diferença entre a laminação comum e com Sentryglas?

O vídeo abaixo mostra bem a diferença entre os dois tipos de laminação, como os dois tipos se comportam durante a quebra.

The video below shows the difference between the two types of lamination, and how the two types behave during breakage.

Uma observação importante é que o vidro laminado só perde a estabilidade se os dois vidros que envolvem o intercalaste quebrarem, o é bem difícil de acontecer em condições normais, por isso o Sentryglas tem aplicação específica para situações onde a ruptura dos dois vidros pode acontecer.

An important observation to make is that regular laminated glass only loses stability if the two glasses that surround the interlayer break, it is very difficult to occur under normal conditions, so the Sentryglas has specific application for situations where the breakage of the two glasses may happen.

Vidro com LED flutuante!

O que é o vidro com LED?

Vidro com LED é uma tecnologia especial e patenteada, que incorpora LEDs, fontes luminosas ou materiais eletrônicos em painéis de vidro para criar padrões distintos, imagens e logotipos.

What is LED Glass?

This is a special, patented technology that incorporates LEDs, light sources or electronic materials into glass panels to create distinctive patterns, images, and logos.

vidro com LED

Ele serve como uma excelente ferramenta promocional na criação de painéis que chamam a atenção. Com LEDs de alto brilha mas que têm um desempenho energético muito bom. E a luz aparece nas duas faces do vidro!

It serves as an excellent promotional tool in creating attention-getting displays. High-performing LEDs conserve energy while being very bright. You can see the LED light from both sides of the glass!

O vidro com LED está disponível para vidros planos ou curvos, com diversas cores e pode ser aplicado em painéis sem fios aparentes. 

LED Glass is available in special flat or curved glass with LEDs to match your applications without any distracting wires.

Como é feito o vidro com LED?

Os pontos de LED são laminados entre duas peças de vidro, junto com um PVB que é uma camada condutora de eletricidade que permite que a energia chegue ao LED sem o uso de fiação aparente. Por isso a sensação de que o LED flutua no vidro.

The LEDs are embedded in laminated glass and supplied with power by a transparent conductive layer, that allows the LED glowing without any visible cables or wiring. Creating the sensation that the light bulbs float in the glass.

vidro com LED

A energia chega até uma das laterais do vidro através de circuitos de condução que se escondem na fixação do vidro, os circuitos podem estar na esquadria ou perfil que envolve o vidro.

The energy reaches one side of the glass by conduction pathways that are hidden in the glass fixation, the circuitry may be in the frames which surround the glass.

O mais legal é que esses circuitos podem ser independentes, permitindo que sequências especificas sejam ligadas e desligadas, e em um painel com grande número de LEDS (é possível fazer sob medida) é possível escrever palavras ou reproduzir animações mais complexas.

The coolest thing is that these circuits can be independent, allowing specific sequences to be turned on and off, and a panel with a large number of LEDS bulbs (custom made) you can write words or reproduce more complex animations.

vidro com LEDvidro com LED

Posso fazer o que eu quiser com o vidro com LED?

Para vidro com LED o limte é a imaginação, esse tipo de produto permite designs criativos e pode ser usado como:

With LED Glass, you will find innovative ways to use your imagination! This product helps to provide creative designs for architects and other innovative users. Some application examples are:

  • Luminárias / Lightnings;

vidro com LED

  • Fechamento de box / shower enclosures;
  • Divisórias de ambientes / division between rooms;

vidro com LED

  • Mesas / Tables;

vidro com LED

  • Vitrines e portas / shop windows and doors;

vidro com LED

  • Fachadas / Facades;

vidro com LED

  • Prateleiras / shelfs;
  • Clarabóias / Skylights

vidro com LED

As luzes podem ser controladas por celular ou tablet, interruptor de parede, controle remoto ou sensor de movimento!

LED lights can be controlled by phone or tablet, wall switch, remote control and movement sensor!

Informações relevantes / Details:

  •   Maior tamanho / Maximus size: 1600x3810mm
  •   Cores de LED: Vermelho, azul, verde, branco e marfim. LED colors: Red, blue, green, white and ivory.
  •   Espessuras / Thickness : De 8,5mm (3mm+3mm)até 40,5mm(19mm+19mm)
  •   Formas / Shapes: Diversas formas, inclusive com furo no vidro. Many shapes, including holes on the glass.
  •   Temperaturas / Temperatures : ―20℃ até 80℃
  •   Transmissão luminosa / light transmission : Mais de 80%. Over 80%.
  •   Barragem de raios UV / UV light reduction: 99%

 

Se você estava procurando outro tipo de vidro com LED, dá uma olhada nesse post aqui, onde explorei outro tipo de iluminação. Esse sistema é similar ao sistema de iluminação quadra poliesportiva com piso em vidro que postei aqui!

Espelhos, dicas de como dividi-lo!

Muitas vezes escolhemos revestir uma parede toda em espelho, afinal ele aumenta e traz mais sofisticação aos ambientes!

E geralmente queremos esse espelho inteiro, sem divisões, mas para aquela peça de espelho chegar até a parede onde será instalada ela precisa passar por portas, corredores estreitos, subir pelas escadas… E tudo isso acaba limitando a dimensão da peça e precisamos dividi-la em partes para poder entrar com ela no ambiente escolhido.

Often we choose to cover an entire wall in mirror, after all it creates the illusion that the room is bigger and brings sophistication to the environment!

Usually we want this mirror whole, without divisions, but for that mirror piece to get to the wall where it will be installed it must go through doors, narrow corridors, up the stairs… And it all ends up limiting the size of the piece so it is necessary to divide it in parts so we are able to use it in the chosen room.

divisão de painel em espelho

Isso parece um problema quando você imagina, e até consegue visualizar um espelho inteiro colocado naquela parede! Porém, dividir o painel não quer dizer que tenha que ficar feio, há diversas maneiras de dividir um espelho e vou dar dicas de como dividi-lo para um melhor resultado!

This seems like a big problem when you had wanted an entire mirror piece placed on the wall! However, dividing the mirror does not mean it has to be ugly, there are nice ways to split a mirror and I’ll give some tips on how to divide it for best results!

Dicas para divisão de painel em espelho:

A melhor maneira de dividir um painel em espelho é não fazer o óbvio! Quando você pede para a vidraçaria fazer, eles fazem o mais simples – até porque eles não querem interferir no projeto. Eles geralmente dividem em partes iguais a dimensão total do painel.

The best way to split a mirror panel is not to make the obvious choice! When you let you glass store do the divisions, they do the most simple choice – because they do not want to interfere in the project. They generally share equally the total size of the pane, splitting in half or more pieces as necessary.

divisão de painel em espelho

O que não quer dizer que seja feio, mas nem sempre a solução agrada a todos e por isso vou mostrar como geralmente lido com o assunto para que a divisão pareça ter sido concebida em projeto, para que pareça proposital!

Nesse painel por exemplo, a divisão ficou legal mas não sei se foi proposital. Se houvesse um alinhamento entre as divisões do espelho e as divisões da pedra? Não ficaria bem mais limpo e com aspecto de proposital?

Does not mean it’s ugly, but not always that solution appeals to everyone and so I will show how I often deal with the subject so that the division appears to have been conceived in design, so it looks purposeful!

In this panel for example, the division was cool but I do not know if it was deliberate. What if there was an alignment between the mirror divisions and divisions of stone? There would be much cleaner and looks purposeful right?

divisão de painel em espelho

Então a primeira dica é

Tente alinhar as divisões com a decoração do ambiente, já que o espelho deve ser uma das últimas coisas instaladas (por risco de quebra e também para o encaixe perfeito dele com o que estará encostado diretamente nele como rodapé, gesso, moldura, marcenaria, pedra…) o melhor é deixar para definir as divisões na medição da peça.

Try to align the divisions with the environment decoration, since the mirror must be one of the last things installed (for risk of breakage and also for the perfect fit), it’s best to make definitions when measurements for the piece is made.

Um exemplo é essa divisão que segue a mesma linguagem do painel em madeira:

An example is this division that follows the same pattern of the wood panel:

divisão de painel em espelho

A segunda dica é

Não faça divisões óbvias! O mais fácil sempre vai ser fazer divisões iguais, mas mais fácil não quer dizer mais bonito, não é mesmo? Então use a criatividade e fuja do comum.

Do not make obvious divisions! It will always be easier to make equal divisions, but easier does not mean more beautiful, does  it? Then use creativity and escape the ordinary.

O painel à seguir fez uso de “junta seca” entre as peças de espelho, e a divisão é inesperada e muito interessante. Dividir a peça não quer dizer fazer pecinhas pequenas, basta apenas que as peças consigam chegar até o ambiente onde serão instaladas!

The following panel made use of “dry joint” between the glass pieces, and the division is unexpected and very interesting. Dividing the piece does not mean making small little pieces, just only the parts are able to get to the room where will be installed !

divisão de painel em espelho

Mas se quiser fazer peças menores, esses dois exemplos abaixo são bem legais também. But if you want to use smaller pieces, these two examples are pretty nice too.

divisão de painel em espelho

Terceira dica

Divisões com muitos detalhes, simétricos ou assimétricos acabam tendo um destaque maior no ambiente, o que torna a solução inadequada para ambientes que já têm muita informação. Então estude bem a combinação e prefira utilizar essa solução em ambientes mais “clean”.

Divisions with many details, symmetrical or asymmetrical end up with a greater emphasis on themselves, which makes inadequate solution for environments that already have much information. So think really well about the combination and prefer to use this solution in “cleaner” spaces.

divisão de painel em espelho

 

Dica número quatro

Bisotê, ter ou não ter? Bom, o bisotê já esteve super na moda, depois saiu de moda e agora há quem só use espelho com bisotê e há quem o abomine. Realmente é uma questão de gosto!

Beveled, yes or no? Well, beveled was once super trendy, then went out of fashion and now there are those who only use the mirror with beveled and there are those who can’t stand it. It is really a matter of taste!

Porém na minha opinião, decorações mais sóbrias, masculinas e com uma pegada mais industrial não combinam com o bisotê. Prefiro utilizar o bisotê em ambientes mais clássicos e moderninhos como o da imagem abaixo.

But in my opinion, more sober decorations and with a industrial look do not match the beveled. I prefer to use the beveled in  classic and hipsters decorations as the image below.

divisão de painel em espelho

 

Quinta dica

Para acertar no bisotê a minha dica é: quanto menor o tamanho do bisotê, mais delicado o resultado. Eu particularmente prefiro o bisotê de 5mm, acho mais delicado e não “pesa” no resultado final.

To get the best result of the beveled, here is my tip: the smaller the beveled size, the more delicate the result. I particularly prefer the beveled of 5mm size, I think it doesn’t “weight” on the final result.

Um exemplo dele abaixo:

divisão de painel em espelho

Para você que tem dúvidas sobre as larguras do bisotê, abaixo um pequeno resumo:

espelho bisotê

É bom lembrar, que para espelhos de espessura menor (3 e 4mm) a dimensão do bisotê também precisa ser menor, para evitar que a peça fique frágil, o que pode ocasionar uma eventual quebra, inclusive no transporte. Sugiro bisotê de 5, 10 0u 15mm.

It is worth remembering that for thinner mirrors (3 and 4mm ) the size of bevels also need to be smaller to prevent the piece to be too fragile, which can lead to a possible break, even in transportation. I suggest a bevel of 5, 10 0u 15mm .

Dica de número 6

O encontro de duas peças de espelho bisotadas pode ser interessante para muitos, e informação em excesso para outros. Uma maneira interessante de diminuir esse efeito é fazendo o bisotê da borda externa de uma espessura (ex: 20mm) e o bisotê das divisões internas com metade dessa espessura (ex: 10mm).

The meeting of two pieces of beveled mirror can be interesting for many, and too much information to others. An interesting way to reduce this effect is making the bevel outer edge more thick (eg 20mm) and the bevel of internal divisions with half of that thickness (eg 10mm).

Como não achei imagens, fiz essa imagem que representa a idéia. As laterais em bisotê de 20mm e os bisotês internos com espessura de 10mm.

divisão de painel em espelho

Inclusive eu adoro a divisão acima, ela funciona para cabeceira de cama, painel atras de aparador, espelhos de banheiro… Exemplo dessa divisão de painel no quarto (mas sem o bisotê):

I love the division above, it works for headboard panel, bathroom mirrors … An example of this panel division in the bedroom (but without the bevel):

divisão de painel em espelho

A não ser, que você queira o efeito que o encontro de bisotê tem, como no exemplo abaixo que está exagerado mas que é uma solução bem legal para uma parede espelhada!

Unless, you want the effect that the meeting of beveled has, as in the example below it is exaggerated but it’s a pretty cool solution for a mirrored wall!

divisão de painel em espelho

Um exemplo dessa idéia bem legal é o ambiente abaixo, que tomou o bisotê como elemento para caracterizar o tijolinho na decoração.

divisão de painel em espelho tijolinho

 Ou o projeto abaixo que usou os tijolinhos verticalmente!

divisão de painel em espelho tijolinho

Sétima dica

As pessoas gostam de se ver por inteiro no reflexo, sem nada que atrapalhe a visão. Portanto, em locais como banheiros, quartos, hall (os que fazem selfie no espelho vão concordar) e closets, tente fazer apenas divisões verticais permitindo assim que a pessoa se enxergue por inteiro no reflexo. Especialmente se o espelho for de corpo inteiro!

People like to see their full body in the reflection, with nothing to distract the view. Therefore, in places such as bathrooms, bedrooms, halls (those who like selfie in the mirror will agree) and closets, try to make only vertical divisions allowing the person to see their entire body in the reflection.

divisão de painel em espelho

Mas caso o a altura da parede seja muito grande para fazer o espelho inteiro na vertical, você pode fazer uma “moldura” com o próprio espelho e deixar o meio livre de divisões.

But if the wall height is too large to make mirror divisions only vertically, you can make a “frame” with the mirror itself and let middle free of divisions.

divisão de painel em espelho

divisão de painel em espelho

Eu dei essa dica para evitar que a pessoa fique “dançando” na frente do espelho ao tentar ver o seu reflexo. Imagine você tentando olhar seu look completo na situação abaixo, menos agradável do que se ver num espelho sem interferência certo?

This tip is useful to prevent people from “dancing” in front of the mirror trying to see their full reflection. Imagine trying to look your complete outfit at the situation below, less enjoyable than seeing a mirror without interference right?

divisão de painel em espelho

Dica 8

Quando há  um rebaixo ou recuo no gesso, como tabica, sanca ou algo do gênero, surge a dúvida: Subir o painel até o a parte mais alta ou finaliza-lo junto com a parte mais baixa do gesso?

When there is a recess or indentation in the plaster, as the picture below, a question arises: Use the mirror to the highest point of the ceiling or end it with the lower part of the cast?

divisão de painel em espelho

As duas soluções são possíveis e como outras coisas, é questão de gosto. Eu prefiro o espelho indo até o final, passando da tabica ou sanca, encostando na parte mais alta do gesso (mais perto da laje).

Those two solutions are possible and as other aspects, it is a matter of taste. I prefer the mirror going to the highest point, passing the molding, touching the highest part of the ceiling (closer to the slab).

Acho que passa uma sensação melhor, do que a situação abaixo onde o espelho acaba junto com a parte mais baixa da tabica.

I believe it gives a better sensation than the situation where the mirror ends just below with the lowe part of the ceiling.

divisão de painel em espelho

Mas se o painel em espelho for até o final, fique atento ao acabamento da tabica ou sanca que será refletido e poderá ser visto mesmo de longe. Além de imperfeições o painel também pode expor lâmpadas ou fiações que deveriam ser ocultadas pelo gesso.

Abaixo o espelho mostra algum detalhe na cor preta de que deveria estar oculto na sanca. Então fique atento!

divisão de espelho

Nona dica

Quando quiser esconder uma porta com um painel em espelho, use a divisão para esconder o “recorte” da porta. Abaixo temos um excelente exemplo de como fazer isso, a divisão da porta foi usada como base para a divisão do restante do painel e o efeito ficou perfeito!

When you want to hide a door with a mirror panel, use the division to hide the “cut” of the door. Below is an excellent example of how to do this, the door division was used as the basis for the rest of the division and the effect was perfect!

Aqui foi usado aquele fecho-toque (utilizado em armários de cozinha) o que permitiu não ter uma fechadura ou maçaneta.

Here it was used that lock-ring (used in kitchen cabinets) which allowed not to have a lock or handle.

divisão de espelho

Mas quando for revestir uma porta em espelho, fique atento aos detalhes. Essa porta abre para dentro o que permite revesti-la completamente em espelho. Se ela abrisse para fora, seria necessário dar um desconto de espaço para abertura da porta o que quer dizer que é necessário fazer o espelho 1 a 2cm menor que a porta para evitar que o espelho bata em algo na abertura e se quebre. Ou seja, fica um espacinho sem espelho.

Se houverem dobradiças, o cuidado é o mesmo! 😉

When using mirror to hide a door, pay attention to details. This door opens to the inside of the kitchen, allowing to coat it completely in mirror. If it opened out, it would be necessary that the mirror piece were smaller then the door for opening without braking the mirror, which means that you need the mirror 1 to 2cm less than the door to prevent the mirror hitting something in the opening and breaking. For that, it would leave a little space of the door without mirror.

Dica numero 10

Gostou do que viu aqui e quer mais dicas, idéias e informações sobre espelhos? Você pode encontrar mais idéias de painéis em espelho aqui  e ver a tendência de espelho no teto aqui. Nesses outros posts há mais informações técnicas sobre espelhos e muito mais idéias.

Like what you saw here and want more tips, ideas and information about mirrors? You can find more ideas on mirrors here and see trends on mirror in ceilings here. These other posts have more technical information on mirrors and more ideas.

Mas se quiser fazer uso de diferentes tipos de vidro na decoração, dá uma olhada nesse post aqui!

Tendência: Espelho no teto!

Não é recente a aplicação de espelho no teto, porém desde o final ano passado venho notando uma tendência maior na utilização de espelho no teto na decoração, acima de mesas de jantar, bancadas de cozinha e salas de estar.

Utilizar o espelho no teto, ajuda a aumentar a sensação de amplitude do ambiente, aumentando a sensação do pé direito e espalhando luminosidade pelo espaço, além de trazer sofisticação ao ambiente quando bem aplicado.

IMG_0664

Espelho no teto em qualquer ambiente.

O espelho no teto pode ser aplicado em qualquer ambiente, tudo vai depender da proposta e da preferência de cada um. Do banheiro à cozinha, vamos ver diversas aplicações e a melhor forma de fazê-las.

espelho no teto

O acabamento deve dialogar  e manter uma unidade com o restante da decoração, não destoando do resto do ambiente, o que pode trazer um efeito ruim para a decoração.

Abaixo o espelho ganhou uma moldura branca, bastante atual, o que combinou muito bem com o restante dos objetos e da decoração.

espelho no teto

O banheiro abaixo recebeu um grande painel de espelho no teto, com lapidação reta e “junta seca”, o acabamento ficou perfeito com as bordas do espelho ultrapassando o limite da sanca de gesso.

espelho no teto

Esse corredor recebeu o espelho em profundidade no gesso, ampliando e trazendo um detalhe sofisticado para o espaço. Esse tipo de aplicação permite um bom acabamento, com o espelho encaixado no recorte do gesso. Mas a qualidade do acabamento sempre vai depender de quão reto o acabamento do gesso está, já que o espelho amplia e destaca defeitos no gesso.

espelho no teto

A sala de estar abaixo recebeu um painel de espelho bronze, e cada peça de espelho tem bisotê de 1cm destacando os encontros entre as peças.

espelho no teto

Nessa imagem abaixo podemos ver como o espelho reflete a luz natural, espalhando pelo ambiente. Esse painel foi fixado em uma estrutura de vigotas em madeira, o que trouxe um ar mais rústico em contraponto com os móveis e decoração mais contemporânea.

espelho no teto

A solução de painel em espelho que tem continuidade no teto também é uma solução muito bonita e que tem sido bastante utilizada em mostras de decoração pelo Brasil à fora esse ano. Geralmente no espaço destinado à mesa de jantar, mas banheiros e lavabos ganham sensação de amplitude com essa solução.
espelho no teto

Já o espelho dessa sala de jantar, é encaixado em uma leve entrada no gesso, e foi dividido de um modo que ele parece ter uma moldura em espelho onde há luminárias fixadas. O espelho é na cor bronze, que deixa o espaço mais intimista.

espelho no teto

Abaixo foi utilizado um espelho fumê, fixado em um rebaixo com acabamento em madeira e luminárias foram distribuídas ao centro de cada peça de espelho.

espelho no teto

O painel a seguir parece mais uma escultura, por ter tantos detalhes e um efeito 3D devido aos volumes e assimetria. Esse tipo de painel é feito em madeira ou MDF, fixado no teto e revestido em espelhos. Transforma qualquer ambiente, não é mesmo?

espelho no teto

Espaços comerciais também podem ter espelho no teto!  O espaço abaixo recebeu iluminação embutida entre os dois vãos de espelho, uma solução que além de muito bonita é eficiente.espelho no teto espelho no teto

A divisão do painel em espelho pode seguir a mesma linguagem do piso, criando uma unidade na decoração. Tenho visto muitos pendentes junto com o espelho, e gosto da solução. Mas a iluminação pode ser indireta e embutia no gesso sem problema nenhum.

espelho no teto

E que tal o espelho bronze no teto desse quarto? Encaixado no rebaixo do gesso e com acabamento em alumínio na junção das peças!

espelho no teto

Outra maneira legal é ser criativo como a imagem abaixo que utilizou molduras de quadros de todos os tipos na cor dourada e ao invés de pinturas, espelho cristal com bisotê de 0,5cm. Que efeito interessante!

espelho no teto

Talvez a inspiração tenha vindo de tetos com espelhos emoldurados como o teto abaixo. Esse tipo de acabamento foi muito utilizado na França a mais de 80 anos atras, e complementar com espelhos dá um toque de modernidade!

espelho no teto

Dicas importantes!

1- O forro de gesso que for receber um painel de espelho deve ser estruturado para aguentar o peso do painel, o modo como o gesso é fixado na laje aguenta o peso do gesso mas pode não aguentar o peso do espelho e por isso é necessário estruturar para que aguente.

espelho no teto

2- Se o espelho for colado no gesso, o gesso não pode estar irregular. O gesso quando irregular faz com que o espelho fique com distorções perceptíveis na imagem refletida, o que não fica bonito! Na imagem abaixo podemos ver que os espelhos têm distorções.

espelho no teto

O espelho pode ser fixado de diversas maneiras, colado no gesso, ser fixado em estrutura de alumínio, ser encaixilhado… Tudo vai depender do tipo de acabamento desejados.

20 inspirações de box de vidro

Olá, hoje vou falar sobre um tópico muito visitado aqui no site: Box ! Sei que muita gente busca por idéias novas e diferentes para box, já que o tradicional é sempre muito igual. Então vou mostrar 20 inspirações de box de vidro que não são comuns: (Se quiser saber sobre normas, acesse aqui e sobre manutenção acesse aqui)

O banheiro abaixo tem um vidro fixo e tem as duas laterais abertas, obviamente não é uma solução prática porque a água vai se espalhar pelo banheiro todo, mas que fica lindo ah isso fica!

box de vidro

O chuveiro abaixo é bem mais tradicional, porém o trilho superior não vai de parede a parede, o que me chamou muita atenção. Não sei como o trilho se apoia no vidro fixo, mas achei a solução diferente do que se vê por ai!

box de vidro

O box abaixo mostra como o vidro acidato (jateado) faz um efeito bem legal no banheiro! Ele traz mais privacidade deixando a luz natural entrar no box. Se tivessem utilizado ferragens mais leves teria ficado mais bonito ainda!

box de vidro

O box a seguir, tem os vidros fixados por perfis de alumínio natural fosco e porta de abrir com pequenas ferragens e um puxador minimalista. O efeito é bastante clean e muito charmoso.

box de vidro

O próximo box também tem ferragens minimalistas e um vidro inteiro que vai do piso ao chuveiro. O conjunto lembra uma sauna, com direito à cromoterapia.

box de vidro

Que tal ease box que tem iluminação embutida e fechamento em vidro com detalhes bem discretos? É uma ótima solução para quem quer dar destaque à decoração e não ao vidro.

box de vidro

Esse próximo box eu gosto, por ter ousado na escolha do vidro do box. Foi utilizado um vidro fumê (cinza) acidato (tipo de jateado que não mancha), o que trouxe privacidade ao box controlando a luminosidade do ambiente. O espelho fixado no box não ficou lindo – na minha opinião-, mas é uma idéia para aproveitar melhor o espaço.

box de vidro

Essa solução abaixo é uma das minha favoritas, tem um excelente aproveitamento do espaço e aproveitou cada detalhe para dar funcionalidade, como os ganchos fixados atrás dos espelhos. O vidro incolor ajudou a integrar o ambiente e com isso ampliá-lo ao invés de parecer delimitar.box de vidro

Outra solução muito utilizada atualmente é o box com apenas um fechamento (frontal ou lateral), o que permite destacar mais a arquitetura e a decoração. O acabamento é bem clean o que não chama a atenção para o box.

box de vidro

O próximo box é feito com um vidro curvo incolor acidato, já que há um painel de vidro incolor o box foi pensado para dar um pouco mais de privacidade mas ganhou um design diferenciado e interessante.

20 inspirações de box em vidro

Já que entrei no assunto de box com vidro curvo, o box abaixo também ganhou destaque no banheiro. O vidro incolor curvo com porta pivotante no meio do banheiro é um detalhe à parte.

box de vidro

Abaixo mais um exemplo bem legal de aproveitamento do espaço, aqui o vidro foi utilizado somente como delimitador do espaço do chuveiro, mas ajuda a espelhar a iluminação da janela do box para o banheiro.

box de vidro

Esse box a seguir também utlizou ferragens pequenas e um puxador discreto, assim conseguiu destacar o revestimento do chuveiro. Quase não vemos as ferragens do box nessa solução, o perfil em baixo do vidro serve para evitar que a aguá que desce pelo vidro não escorra para fora do box, por isso o perfil foi mantido.

box de vidro

Abaixo um box que achei curioso porque não tem porta, mas ao mesmo tempo restringe bem a área molhada e evita que o banheiro fique encharcado após o banho. Também não é uma solução linda, mas serve de inspiração como solução sem porta.

box de vidro

A seguir o box tem vidro refletivo na cor bronze, que combinou com os tons utilizados no banheiro. O vidro refletivo funciona como um espelho mas permite que a pessoa que está tomando banho consiga ver o que acontece fora do box. Esse vidro permite bastante privacidade sem tirar a luminosidade. O trilho de cima foi embutido no gesso, o de baixo não foi pois é necessário ter uma barreira para a água não escapar.

box de vidro

Os boxes abaixo tem estrutura toda de vidro e até mesmo as roldanas correm no vidro. Solução muito simples e clean, mas que tem muita engenharia envolvida! Essa é uma das minhas soluções favoritas!

box de vidro

Essa porta pivotante com fixação por tubo de aço inox também é muito charmosa, a fixação dos vidros fixos foi feita por perfil “U” também em aço inox. Como a porta não tem um perfil embaixo para barrar a água, há uma pequena canaleta no degrau que coleta a água que vêm do chuveiro. Interessante essa solução alternativa, né?

box de vidro

Esse próximo chuveiro tem a parede do fundo em ângulo, e o vidro acompanhou o desenho destacando ainda mais esse detalhe. Apesar do desafio que é instalar o vidro dessa maneira o resultado ficou lindo!

box de vidro

Esse box abaixo é uma caixa no centro do banheiro, o vidro incolor recebeu adesivo com aspecto jateado até meia altura permitindo passar a luminosidade mas mantendo um pouco da privacidade. O topo do box recebeu um perfil “u” em aço escovado e na parte inferior o perfil ficou semi enterrado.

box de vidro

O último box desse post é um box curvo com porta de correr apoiada no trilho inferior. Já que havia mostrado anteriormente o de porta pivotante, quis mostrar a solução com porta de correr. Eu estou gostando bastante de box curvo, acho que ele permite elegância e é muito diferente do que vemos normalmente.

box de vidro

Espero que tenham gostado dos box que mostrei hoje, só para lembrar o box deve ser sempre feito com vidro temperado segundo a NBR 14207:2009, para garantir maior segurança ao usuário.

Se quiser ver mais sobre tipos de box e soluções, acesse aqui!

Passarela de vidro nos 90 anos da Fendi

Na última quinta feira (07/07/2016) a marca italiana Fendi, utilizou uma famosa fonte em Roma para realizar o desfile de 90 anos da marca! Calma, eu não estou aqui para falar de moda. Acontece que esse desfile que reuniu a atenção de todos os antenados em moda utilizou uma passarela de vidro para que as modelos desfilassem por cima das águas da Fontana di Trevi.

passarela de vidro fendi 90 anos
(Photo by Victor Boyko)

A Fendi ajudou a financiar a restauração do monumento  e aproveitou para fazer esse desfile histórico no local, usando o tema ‘Lendas e contos de fadas’.

passarela de vidro 90 anos Fendi

A passarela de vidro…

A passarela de vidro foi montada dentro da fonte e sem alterar a estética do monumento permitiu que as modelos flutuassem por cima da água criando um incrível efeito.

passarela de vidro 90 anos Fendipassarela de vidro 90 anos Fendi

Para a estrutura ter o mínimo de interferência possível, tanto o piso quanto a estrutura eram de vidro.

passarela de vidro 90 anos Fendi

E o ressudado ficou realmente encantador.

passarela de vidro 90 anos Fendi
(Photo by Victor Boyko)

Os pilares de vidro foram distribuídos em todos os encontros das peças do piso, garantindo assim uma melhor segurança quando todas as modelos entram juntas na passarela.

passarela de vidro 90 anos Fendi

O vidro utilizado foi o extra clear, temperado e laminado para garantir maior transparência sem o tom esverdeado do vidro incolor.

passarela de vidro 90 anos Fendi

O efeito ficou fantástico, mesmo o piso tendo muitas divisões e um grande número de pilares, a passarela de vidro ficou leve e discreta deixando toda a atenção para o desfile e a Fontana!

passarela de vidro 90 anos Fendi

Abaixo podemos ver mais de perto os detalhes da passarela de vidro, os pilares e vigotas todos se fundem com a água da fonte.

passarela de vidro 90 anos Fendi

As grandes marcas da moda, têm buscado cada vez mais fugir do tradicional e esperado. Lembra da Maison da Chanel que eu falei nesse post? Estou gostando de ver como o vidro vem sendo cada vez mais utilizado fora do que consideramos comum!

Ferragens e acessórios para Box!

Ferragens e acessórios para box…

Em harmonia com os vidros que são cada vez mais versáteis, as fabricantes de ferragens e acessórios para box vêm apresentando cada vez mais opções para todo tipo de projeto que valorizam ainda mais os ambientes.

As ferragens são as responsáveis pela sustentação dos vidros e pela movimentação do vidro, e os acessórios são os complementos necessários ao uso desses vidros, um exemplo de acessório é o puxador que não faz parte da estrutura de sustentação mas é necessário para que possamos abrir a porta.

ferragens e acessórios para box de vidroPara cada projeto é necessário verificar quais ferragens que atendem às necessidades, já que dimensão e espessura da peça de vidro influenciam no peso que o sistema precisa suportar. Então é essencial verificar com o fabricante se a ferragem especificada atende ao projeto. – Geralmente as empresas especializadas em box já passam a solução de acordo com a aplicação desejada.

As matérias-primas mais utilizadas na fabricação de ferragens e acessórios para vidro são alumínio, zamak, aço inox, latão e plástico, além da estética o preço também influencia na escolha.

Nos projetos que especifico geralmente uso ferragens e acessórios de três fornecedores, a Glass Vetro (que representa a empresa espanhola Klein, com várias soluções para portas e guarda-corpo) a Ideia Glass (diversas soluções para box), a Belcom e a Roll It. Fabricadas em aço inoxidável e com acabamento em inox acetinado, as ferragens da Roll it incluem 9 modelos de guarda-corpo, 13 de portas de correr e 18 de box para banheiro, além de conectores, puxadores e suportes.

         ferragens e acessórios para box de vidro ferragens e acessórios para box de vidro ferragens e acessórios para box de vidro

Alguns dos sistemas de porta de correr da Rollit.

ferragens e acessórios para box de vidro

Sistema Elegance da Ideia Glass.

ferragens e acessórios para box de vidro

Sistema Roma da Glass Vetro

ferragens e acessórios para box de vidro ferragens e acessórios para box de vidro

ferragens e acessórios para box de vidro

Sistemas de box de correr da Belcom.

Vale a pena entrar no site dos fabricantes para olhar as opções. São muitas!

O site da Glass Vetro é um pouco confuso, e não mostra fotos dos sistemas, mas fazendo o cadastro aqui você consegue fazer o download do catálogo junto com os blocos para Autocad. A Glass Vetro tirou do ar os blocos de autocad, espero que em breve eles coloquem de novo!

Eu tenho alguns blocos de box da Rollit, que em breve vai disponibilizar os blocos pelo site deles. Se alguém estiver precisando me avisa que eu envio!

As empresas tem muito mais opções do que as que aparecem nos sites, querendo mais informações ou procurando um box que você não está encontrando, é só deixar um recado aqui ou pelo e-mail: contato@allaboutthatglass.com que eu ajudo! 😉

Há também sistemas diferenciados como o box articulado, é uma solução interessante para espaços pequenos:

ferragens e acessórios para box de vidro

ferragens e acessórios para box de vidro

Solução articulada Arty da Rollit.

Vi por aí uma solução interessante para quem quer o box de correr e tem um espaço muito pequeno, é o Kit Versatik da Tec-Vidro ele permite a abertura de 2/3 do vão!

ferragens e acessórios para box de vidro

ferragens e acessórios para box de vidro

Eu pessoalmente gosto de fixar o trilho de cima rente ao teto, que deixa a solução mais bonita. E também dá para esconder com um rebaixo em gesso!

Embora os arquitetos busquem soluções cada vez mais clean, onde os perfis que recebem os box são escondidos nos pisos e paredes, a tendência por detalhes diferenciados cresce cada vez mais onde roldanas e sistemas ficam cada vez mais aparentes.

Mas para os minimalistas, cabe o uso do vidro fixo como solução. Ele não possui nenhum sistema por não ter que se deslocar, com isso o box passa despercebido na arquitetura.

Para isso basta pensar bem na solução para que o banheiro não inunde durante o banho! 😉

A solução abaixo transforma o piso em um deck que não permite que a água se desloque para fora do box, e os perfis que sustentam o vidro estão embutidos no piso, parede e teto.

ferragens e acessórios para box de vidro

Ou então utilizar soluções para portas de vidro no box, como no caso abaixo onde o arquiteto utilizou a solução Pivot Tube da Rollit para obter esse resultado maravilhoso!

ferragens e acessórios para box de vidro

ferragens e acessórios para box de vidro

Espero que essas dicas tenham ajudado na escolha de box para o seu projeto, afinal o box padrão não é a melhor solução para o seu banheiro!

Como é feita a piscina de vidro?

Eu sei que vocês também adoram piscina de vidro, mas você sabe como é feita a piscina de vidro? Vou falar um pouco sobre esse processo construtivo, mas que fique bem claro que toda piscina em vidro deve ter um responsável técnico que faça todo o dimensionamento necessário para a correta aplicação do vidro!

piscina de vidro

Qual o melhor momento para começar a construção?

O inverno chegou, e a vontade de entrar na piscina está distante de você, mas se quer uma piscina em sua casa no próximo verão, a melhor forma é pensar nela no frio! O inverno é a melhor época do ano para construir a piscina, por causa do baixo índice de chuvas, o que agiliza a obra e favorece a execução de obras de alvenaria.

piscina de vidro

Piscinas com visor em vidro ou lateral em vidro precisam ter estrutura de alvenaria, que suporte a pressão que o vidro e a água, juntos, exercem na estrutura. Portanto a piscina de vidro não tem um custo baixo!

piscina de vidro

Mas é possível encarar a construção da sua piscina como um investimento, pois de acordo com o mercado imobiliário, ter uma piscina em sua casa pode valorizar o seu imóvel em até 25%. E quando as piscinas são de vidro, a valorização é ainda maior.

Projetando a piscina de vidro:

O projeto da piscina começa pela idéia, o ideal é ter um arquiteto ou decorador envolvido para garantir o melhor aproveitamento do espaço. Com a idéia definida, precisamos buscar quem execute o projeto.

t2g piscina de vidro Aquavision
Imagem da piscina de vidro da Casa Cor por T2G

Para piscinas em vidro, eu gosto de indicar a T2G | Technical Glass Group por ser uma empresa séria, que há anos trabalha com construção de piscinas e tem conhecimento avançado, domínio em engenharia precisa, equipe especializada e softwares específicos.

piscina de vidro aquavision T2g
Piscina de vidro da Maxhaus Berrini por T2G

Presente nos principais resorts do país, a Piscina de Vidro AquaVision® da T2G, trata-se de um projeto único que permite a construção da piscina de vidro em lugares inusitados, aproveitando melhor a topografia do terreno e seguindo sua filosofia de inovar com soluções não convencionais.

Como funciona?

”Para que possamos projetar uma piscina em vidro AquaVision®, o cliente deverá fornecer um esboço ou o projeto da área onde pretende ter o vidro (para nossa avaliação), pode ser um ou mais vidros, não importa o tamanho, sendo eles laterais ou pisos. Estão inclusos no escopo de nossas propostas o detalhamento da civil, projeto executivo, materiais, execução, além de ART e cinco anos de garantia’’, informa o Engenheiro Maurício Margaritelli, diretor executivo da empresa.

Ou seja, com a idéia definida em mãos você pode orçar e contratar a execução da piscina em vidro!

piscina de vidro Aquavision T2G

 Tudo pronto para começar?

Quase! As vezes o projeto precisa de adaptações durante o desenvolvimento da solução, então pode ser que depois da avaliação seja necessário rever o projeto até a melhor solução de fixação e estrutura para o tipo de piscina desejada seja encontrada. Isso pode requerer algumas visitas à obra e reuniões para definição de soluções que se encaixem na expectativa do proprietário.

Com o projeto aprovado, mãos à obra!

As primeiras primeiras etapas da construção são iguais na construção de qualquer piscina em alvenaria, com a escavação do terreno onde houver necessidade, preparo do solo para ser concretado e concretagem do piso e paredes da piscina.

piscina de vidropiscina de vidro

Durante a montagem da parede, o vão onde o vidro entra deve ficar livre, conforme o projeto. Esse vão precisa de um rasgo, que é onde o vidro será encaixado – a profundidade do rasgo vai depender do tamanho do vidro e da pressão que ele vai receber.

piscina de vidro

Depois que o espaço onde o vidro vai estiver pronto, são feitas as medidas para a fabricação do vidro, já que durante o processo de construção pode haver pequenas alterações nas dimensões do encaixe do vidro.

O esquema abaixo mostra como é o rasgo na estrutura e como o vidro é encaixado nesse rasgo.

piscina de vidropiscina de vidro

Há outras maneiras de fixar o vidro, como o exemplo abaixo onde um perfil metálico é fixado na alvenaria e o vidro é encaixado no perfil metálico.

piscina de vidro piscina de vidro

A impermeabilização pode ser antes ou depois do encaixe do vidro, tudo depende do tipo de estrutura de fixação do vidro! Nessa solução abaixo a impermeabilização vem depois do encaixe do vidro.

Piscina de vidro curvopiscina de vidro curvo

A piscina acabada:

piscina de vidro curvo

Após a finalização da piscina sempre é feito um teste de estanqueidade, a piscina recebe água mas é monitorada para possíveis vazamentos.

Abaixo uma piscina com um pouco de água no fundo para testar a impermeabilização do fundo!

piscina de vidro

Abaixo o teste de estanqueidade da piscina toda, com ela pronta!

piscina de vidro

 

E se for em um edifício?

Para piscinas incorporadas na arquitetura de residências ou edifícios, o processo de desenvolvimento do projeto começa bem antes, junto com o desenvolvimento do edifício ou casa. Pois todas as cargas devem ser previstas antes de construir a estrutura que vai receber a piscina!

piscina de vidro suspensa

A piscina acima, fica num edifício residencial na Suíça. A ponta da piscina se projeta na fachada do prédio destacando a piscina e permitindo aos usuários uma vista privilegiada!

 Mas, geralmente, as piscinas que ficam nos edifícios e na estrutura das casas têm o fundo em vidro, ou a lateral para que o interior da piscina seja visto por algum cômodo da casa.

piscina de vidro

A piscina abaixo é de um duplex de um dos edifícios Maxhaus em São Paulo, as laterais e o fundo são em vidro o que traz a sensação de leveza à piscina e o fundo ilumina o ambiente logo abaixo!

piscina de vidro maxhaus

Esse tipo de piscina tem a fixação na estrutura do edifício com encaixe pré definido em projeto e são utilizados, silicones e fitas próprias para a instalação do vidro.

A piscina também pode ter só o fundo em vidro, como a piscina abaixo, e como em qualquer outra piscina diversas estruturas podem ser estudadas como essa metálica com apoio também em vidro.

piscina de vidro

Profundidades:

Se estiver com dúvida quanto à melhor profundidade, dá uma olhadinha no esquema à baixo:

profundidade piscina de vidro

 

Mais idéias para piscinas de vidro:

O vidro pode estar no encontro entre a piscina e o spa.

piscina de vidro

Somente em uma lateral, que não precisa ser muito alta.

piscina de vidro

A lateral toda formando uma parede de vidro.

piscina de vidro

Todas as laterais em vidro.

piscina de vidro

piscina de vidro

piscina de vidro

E se a lateral também for um guarda-corpo em vidro? No alto de um prédio.

piscina de vidro

Com a borda tipo cascata.

piscina de vidro

Com duas bordas em vidro.

piscina de vidro

 piscina de vidro

Integrada com a arquitetura.piscina de vidro

Gostou das idéias? Tem muitas outras aqui!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Os vidros na Casa Cor São Paulo 2016 estão como protagonistas de diversos ambientes, se você ainda não foi à mostra (que encerra no dia 10 de Julho) vai poder ver aqui alguns dos ambientes e o que esperar como tendência em vidro. Se você foi na Casa Cor e não prestou muita atenção nos vidro, está a chance de saber mais sobre o assunto!

Vidros na Casa Cor 2016:

Esse ano são 70 ambientes e por isso não vou falar sobre todos eles, selecionei os que mais se destacaram no uso de vidros e espelho, e os que ilustram as tendências!

“Gabinete de Criação” por Patrícia Anastassiadis:

Esse ambiente deixa bem clara a tendência de painéis em espelho com divisões e lapidação reta com “junta seca”. Aqui o painel em espelho cristal (prata) tem 4mm de espessura e sua divisão foi feita em recortes quadrados simétricos.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Amei essas mesinhas assimétricas em vidro extra clear. Não é efeito da foto elas “tortinhas” mesmo!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Dica importante:

Em painéis assim é muito importante que a base onde o espelho será instalado (geralmente parede) esteja com a superfície bem lisa para evitar distorções na imagem. Distorções desvalorizam o reflexo e podem ter um efeito negativo na decoração.

“Tributo aos 30” por Roberto Migotto:

O ambiente do Roberto Migotto, que faz tributo aos 30 anos de casa cor, fez muito sucesso nas redes sociais pela beleza, leveza e excelente escolha de móveis e decoração, como os quadros que chamaram muita atenção de quem passou pela mostra!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Adorei a cristaleira em espelho desse ambiente! Achei ousada e o resultado ficou lindo, o bom aproveitamento do espaço com um objeto de destaque me impressionou.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

A cristaleira foi feita com espelho bronze de 4mm nas molduras, laterais e fundo. O espelho foi colado em uma marcenaria para poder ter uma boa fixação sem furos ou parafusos aparentes. As prateleiras são em vidro incolor temperado de 6mm.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Quem executou esse projeto em vidro e espelho foi a Vidroart de São Paulo.

“Loft do Campo” por Paola Ribeiro:

As molduras metálicas na cor preta com vidro incolor são tendência para projetos de interior, em divisórias e portas para ambientes internos e externos.

Vidros da Casa Cor São Paulo 2016

O uso do espelho no lugar do vidro incolor, trouxe amplitude ao espaço ao mesmo tempo que traz privacidade ao chuveiro e ao vaso sanitário.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

E para dar acabamento, o fundo do espelho foi pintado de preto combinando com a moldura metálica, com o piso do chuveiro  e com o ambiente!

Dica importante:

É importante dizer que para pintar o fundo do espelho é necessário utilizar uma tinta à base de água que não contenha solvente, se não o espelho vai oxidar (manchar) em pouco tempo! Não há uma tinta específica para esse tipo de solução, porém encontrei algumas tintas à base de água no site da Coral, e também da Sherwin-Williams.

“Estúdio Jabuticaba” por Nildo José:

O estúdio contrapõe os tons claros dos móveis e paredes do ambiente de convivência, com o retângulo escuro e com acabamento em cor de concreto do banheiro.

Vidros da Casa Cor São Paulo 2016

O vidro aqui foi utilizado como barreira física para o vaso sanitário, trazendo um pouco de privacidade ao espaço. Gostei bastante da releitura de onde estaria o espelho, achei ousado e muito criativo!

Vidros da Casa Cor São Paulo 2016

 

“Pavilhão da recepção” por Otto Felix:

Vidros da Casa Cor São Paulo 2016

Os vidros trazem abrigo do vento (quem esteve lá durante o “friozinho” de São Paulo sabe que ajudou a melhorar a temperatura), e contrapõem em relação à estrutura de madeira com o fundo preto. O vidro permitiu uma excelente iluminação natural para o ambiente sem interferir na linguagem do projeto.

“Casa conceito” por Joia Bergamo:

Na casa conceito, vi uma tendência que veio e vai ficar por um tempo: A TV embutida no espelho! Acho muito boa a idéia de ter um painel de espelho que esconde a TV quando não queremos usá-la. Aqui a técnica foi utilizada no banheiro, um jeito diferente mas bem legal também.

Como isso é feito? O espelho na realidade é um vidro refletivo geralmente utilizado em fachadas e coberturas, por isso ele tem esse tom mais acinzentado. A TV fica atrás dele e é fixada bem rente ao vidro, com suporte regulável para TV (que encontramos em lojas especializadas em cabos e acessórios para TV), e quanto mais rente, melhor o resultado.

vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Na solução do ambiente a arquiteta fez um painel em madeira que abriga a TV, dá a profundidade necessária e acabamento ao conjunto. Abaixo uma vista lateral desse painel.

vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Dica importante:

A parte de dentro do painel e o fundo atrás da TV tem que ser pintados na cor preta, para garantir que nada além da imagem da TV apareça. Porque se houver algum contraste de cor clara pode acabar aparecendo e comprometendo o resultado.

“Living e jardim de inverno” por Dado Castello Branco:

Que ambiente mais aconchegante! Adorei a idéia do jardim do jardim de inverno ser um volume que invade o jardim e não um jardim dentro do ambiente como geralmente vemos.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

As laterais tem esquadria na cor preta (super tendência) com portas de correr que dão saída para o jardim. No fundo uma grande parede de vidro fixo com fixação na cor preta também.

A proposta de contraste entre as cores claras do ambiente com as esquadrias pretas (preto fosco) vêm aparecendo cada vez mais nos projetos e por isso garanto que essa tendência já pegou e vai durar um bom tempo! Lindo contraste, não?

“Terraço Gourmet” por Joana Requião:

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

O Terraço conta com uma grande lareira em frente à um grande painel em vidro temperado incolor que permite a visão para o jardim.

Dica importante:

Em frente ao fogo, um vidro especial resistente à altas temperaturas (já expliquei detalhes sobre ele aqui). É importante ressaltar que não é qualquer vidro temperado que deve ser aplicado dessa forma, há um vidro desenvolvido especialmente para essa finalidade, ok?

“Living da Praia” por David Bastos:

O Living da praia com certeza surpreendeu trazendo a areia para dentro do ambiente, nada mais praiano do que areia certo? Mas e o desafio de deixar os pés sem areia? O arquiteto resolveu de forma simples e fácil, utilizando um grande tapete rústico e grosso que evita que a areia atravesse o tecido, e na passagem ele utilizou um tapete de vidro!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

O tapete de vidro permite a visão sem interferência no conceito e permite que os usuários do espaço transitem sem sujar os sapatos! Muito boa idéia.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

Dica:

Para vidros com maior espessura, é possível utilizar o extra clear que vita que a borda do vidro apresente aquele tom esverdeado.

“Sala de almoço” do Studio GPPA:

A sala de almoço ganhou um painel em espelho muito charmoso!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

O grande painel redondo de madeira tem um espelho cristal bisotado que complementam perfeitamente um ao outro e enriquecem o ambiente trazendo amplitude!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

 

“Suíte do Casal” por Catarina e Renata Hermanny:

O ambiente se destaca por trazer uma das recentes tendências para projetos residenciais, armários e closets com portas em vidro que permitem enxergar o que está dentro!

Não importa a cor do vidro, o armário translúcido veio para ficar um bom tempo. O caixilho ou esquadria também pode ter diversos acabamentos, mas a cor da vez é o preto fosco!

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

O espelho do banheiro recebeu uma moldura branca com maior profundidade, que dá um lindo acabamento no espelho que aqui tem lapidação normal.

Vidros na Casa Cor São Paulo 2016

 

“Living dos amigos” por Alexandra Tobler:

A arquiteta teve uma excelente idéia na hora de compor a decoração com quadros no espaço, para equilibrar ela utilizou molduras com vidro incolor sem imagem alguma!

casa cor são paulo 2016

Uma visão mais completa dos quadros e da harmonia que eles têm entre si!

casa cor são paulo 2016

Fiquei imaginando outras possibilidades com vidros coloridos…. vidro verde… vidro fumê….

“Terraço” por Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli:

O destaque em vidro do espaço é a cobertura em vidro de proteção solar, que reduz a passagem de calor. Apesar do pé-direito não ser muito alto o clima do terraço se mantém agradável por todo o ano!

O ripado em madeira também auxilia na redução da luminosidade natural, já que o espaço pede uma iluminação mais amena e intimista.

casa cor são paulo 2016

Gostei dos pufes baixos e logo imaginei a possibilidade de fazer os pés em vidro! Sim, é possível!! Mas o peso da estrutura seria um problema, os pufes teriam que ficar fixos no lugar! rsss

casa cor são paulo 2016

“Casa da Sissi” por Brunete Fracarolli:

Esse memorial que tomou conta das redes sociais, merece todo destaque e repercussão! Uma casinha toda em vidro incolor, com um átrio em vidro que ilumina naturalmente a escada, uma piscina com guarda-corpo em vidro e toda a decoração em tamanho reduzido, merece muita atenção.

casa cor são paulo 2016

Vocês não imaginam como deve ter sido difícil a execução dessa obra que foi uma homenagem à cadelinha Sissi, que agora é uma estrelinha no céu!

 

“Sala dos Amigos” por Denise Barretto:

Adoreiiiii essa adega da Denise Barretto, com portas em esquadria de pouca espessura a adega pode ser aberta de qualquer um dos lados.

A esquadria traz uma excelente vedação, evitando a troca de temperatura. Para completar o vidro é insulado (duplo) com gás no interior, que evita também a troca de temperatura e torna essa solução completa!

casa cor são paulo 2016

Se quiser saber mais sobre adegas de vidro, tem um post só disso aqui!

E se quiser saber o que é o vidro insulado, acesse aqui!

 

“Estúdio de Criação” por Ester Giobbi:

A mesa, feita com peças de espelho recortadas e coladas uma sobre a outra tem um efeito diferente e muito bonito. A técnica apesar de fácil deve ter sido bastante trabalhosa, mas o resultado é único e cheio de charme!

A mesa também pode ser feita em diversas cores de espelhos, o que permite muitos acabamentos diferentes!

casa cor são paulo 2016

 

 

“Banheiro Unissex 01” por Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge:

Achei muito interessante descolar a bancada da parede, e utilizar o espaço entre o painel de espelho e a bancada como um jardim seco.

O painel amplia o ambiente e o jardim seco torna a imagem refletiva mais interessante, gostei muito!

vidros na casa cor são paulo 2016

Olha eu ali na foto! rss

 

“Galeria Grassi” por Fabio Morozini:

Um ítem de decoração que me chamou muito a atenção na mostra foi esse biombo metálico todo vazado e com peças de espelho bronze colocadas em alguns pontos estratégicos trazendo um efeito de opacidade/reflexão, e diminuindo a área de transparência. Uma peça muito equilibrada e charmosíssima!

vidros na casa cor são paulo 2016

 

“Loja da construção” por Gerson Dutra e Ana Salama:

Gente, eu enxergo vidro em tudo, e quando estive lá foi para registrar todos os vidros utilizados, então eu não acreditei quando achei o vidro com essa utilidade.

Esfreguei os olhos, mas era exatamente o que eu estava enxergando: O acabamento lateral dos cobogós (essas peças serâmicas na cor verde) é em vidro incolor pintado na cor verde!! Excelente idéia para camuflar a lateral de peças que não têm um acabamento bonito.
casa cor são paulo 2016

“Bar do Terraço” por Gustavo Jansen:

Outra solução que vêm sendo muito utilizada e que vi na Casa Cor foi o guarda-corpo fixo com portas em vidro ou madeira que deixam o vão livre quando abertos!

IMG_0069

A solução permite uma excelente ventilação  e iluminação natural, além de integração entre interior e exterior. Para quem já havia visto essa mesma solução com portas em madeira é legal saber que também é possível fazer com vidro.

IMG_0072

Dica:

Para conseguir a maior abertura possível foi utilizada um sistema de envidraçamento de varanda, também conhecido como cortina de vidro, ou fechamento de sacada.

“Cozinha Essencial” por Marília Pellegrini:

Eu fui à loucura com essa cozinha! Mais futurista e atual impossível.


casa cor são paulo 2016

Todos os eletrodomésticos embutidos na marcenaria são de vidro branco, maravilhosos, com tela touch para comandos. casa cor são paulo 2016

Um detalhe que me chamou muita atenção e que apareceu em mais dois ambientes foi o fundo da bancada em uma tela especial que difunde a iluminação que está por trás dela.

Quando vi achei que fosse um vidro acidato com retroiluminação, e apesar de não ser, seria possível ter o efeito de iluminação com o vidro!

casa cor são paulo 2016

“Lounge do Barista” por Olegário de Sá e Gilberto Cioni:

Achei bastante interessante usar o espelho para “esconder” a estrutura trabalhando com a profundidade entre o final do pilar e o final do painel!

Arrematando com os corticeiras das janelas a solução ficou muito boa, e parece proposital para dar a profundidade atrás do painel. Palmas para os arquitetos!

casa cor são paulo 2016

“Hall e Biblioteca” por Roberto Cimino e Nelson Amorim:

Esse espaço mostrou criatividade com o uso desse painel central em vidro incolor temperado, com persiana embutida entre dois vidros, porém com as laterais abertas o que garante a limpeza e a facilidade no uso do sistema de recolher.

vidros na casa cor são paulo 2016

Abaixo um detalhe do espaçamento entre os vidros com a persiana de madeira embutida entre os dois.

vidros na casa cor são paulo 2016

“Espaço DECA” por Marina Linhares:

O ambiente da DECA contou com um vidro incolor de tamanho jumbo no chuveiro, com 4 metros de altura o vidro não tem emendas e o efeito é simplesmente lindo.

vidros na casa cor são paulo 2016

Olha onde o chuveiro fica em relação ao vidro… é muito alto!

 

“Experiência Ornare” por João Armentano:

Ao entrar no ambiente somos recebidos por esse espelho maravilhoso e sem divisões!

vidros na casa cor são paulo 2016

Mas o que eu mais gostei foi do closet! Na parte que divide o quarto do closet há dois painéis de vidro fixos, com vidros de refletivo na cor bronze, fixado por estrutura também na cor bronze.

IMG_0103

Os armários do closet têm portas em vidro incolor, tendência em closets e armários, deixando à mostra todo o interior. Destaque para as prateleiras que iluminam com LED a prateleira de baixo.
IMG_0104

A divisória entre o banheiro e o closet também é fixa, mas em vidro fumê, combinando com o vaso sanitário e o bidê. Já o box, também em vidro fixo, é incolor para não interferir na diferença de revestimento do piso.

casa cor são paulo 2016

Esse post ficou um pouco longo, mas espero que tenha matado a curiosidade e inspirado novas idéias!

 

Vidro antirreflexo !

Você conhece o vidro antirreflexo? Como o nome diz, é um vidro com baixo índice de reflexão, ele reflete menos que um vidro incolor e proporciona uma melhor visão dos objetos ou imagens que estão atrás dele.

vidro antirreflexo

Existem dois tipos de vidro antirreflexo, um com altíssima transparência e baixa reflexão e outro que é um vidro impresso ou acidato (com textura), que não é tão transparente, muito utilizado em quadros e fotografias.

Vidro antirreflexo

Vidro antirreflexo, qual a diferença?

Abaixo uma comparação entre o vidro incolor normal, o vidro antirreflexo com alta transparência e baixa reflexão – aproximadamente 5 vezes menos reflexo que o vidro comum – e o vidro vidro impresso ou acidato que não tem reflexão alguma!

vidro antirreflexo

Vidro impresso ou acidato:

O vidro impresso ou acidato, são indicados para aplicação em quadros de parede, painéis e onde o objetivo seja eliminar reflexos luminosos. Mas o vidro precisa estar encostado na imagem ou objeto que se deseja mostrar, caso contrário ele causará um outro efeito que é o de não permitir a visibilidade do que está atrás.

vidro antirreflexo

O tratamento desses vidros garantem as melhores características óticas ao vidro, unindo a propriedade antirreflexo à fidelidade de cor e proteção contra os raios UV.

Os vidros acidatos estão disponíveis apenas na espessura de 2mm e nas dimensões de 1.900 x 3.210 mm e 1605 x 2250 mm na Guardian.

Vidro antirreflexo de alta transparência:

O vidro antirreflexo de alta transparência e baixa reflexão, é um vidro extra clear qua passa por um processo químico durante a fabricação que diminui em 5 vezes a reflexão do vidro.

vidro antirrefletivo

Esse vidro tem aspecto neutro e não modifica as cores do que ficará exposto atrás dele, o que é excelente para vitrines, museus, showrooms, concessionárias, hotéis, camarotes de arenas, displays, vitrines de restaurantes… Enfim sempre que seja necessária a visão sem perturbar o observador com a reflexão do vidro.

vidro antirrefletivo

Os vidros antirrefletivos estão disponíveis nas espessuras de 4mm e 6mm, e nas dimensões de 2.440 x 3.300 mm na Cebrace.

Eles foram amplamente utilizados nas reformas dos estádios para a copa do Brasil no ano passado, a imagem abaixo é do estádio Morumbi em São Paulo, os vidros permitem que as pessoas assistam ao jogo sem a interferência de reflexos das luzes nos vidros.  Vidro antirrefletivo

Esse vidro pode ser utilizado temperado e laminado o que melhora a segurança e também a barreira acústica (no caso do laminado).

Tem alguma dúvida? Escreva nos comentários e eu te responderei!